Jonathan Davis / Foto: Instagram (officialjonathandavis)
in ,

Korn adia e cancela shows após Jonathan Davis testar positivo para Covid-19

Descoberta do teste positivo aconteceu horas antes da apresentação no último sábado (14).

O retorno dos shows nos Estados Unidos não está sendo como fãs e bandas gostariam. Em vários casos, apresentações estão sendo remanejadas ou canceladas devido a novos casos de coronavírus. O Korn adiou e cancelou shows após Jonathan Davis testar positivo para a Covid-19.

A banda remarcou cinco shows que aconteceriam entre os dias 14 e 22 de agosto e cancelou dois por motivos de conflito de agenda: 24 e 25 de agosto, ambas apresentações na cidade de Nova Iorque. A descoberta do teste positivo aconteceu horas antes da apresentação no último sábado (14) na cidade de Scranton, estado da Pensilvânia.

Korn adia e cancela shows após Jonathan Davis testar positivo para Covid-19
Show do Korn em retomada dos eventos nos EUA / Foto: Instagram (@korn_official)

“No sábado, recebemos a infeliz notícia que Jonathan testou positivo e temos que adiar o show de última hora”, diz as redes sociais do Korn. “Em virtude do resultado positivo do teste, temos que reagendar as próximas apresentações”, continua a nota dizendo que os integrantes estava desapontados com as circunstâncias agradecendo ainda o apoio e amor dos fãs.

“Como sempre, nossa prioridade é garantir a segurança de todos os envolvidos então isso é algo que precisa ser feito. Jonathan está bem, ele está descansando e se recuperando”, diz o texto sobre o estado de saúde do vocalista.

Ainda na mesma publicação o Korn anunciou as novas datas das apresentações adiadas. Elas acontecerão entre o final de setembro e início de outubro.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Korn (@korn_official)

Leia mais:

Eventos alterados

O Korn foi apenas a mais recente banda que precisou lidar com a Covid-19 na estrada. O Limp Bizkit, que participou do Lollapalooza Chicago, evento considerado um não “incentivador de novos casos”, avisou que estava cancelando todas as datas da turnê por acreditar que os protocolos atuais não são suficientes para garantir a segurança de todos – banda, equipe e fãs.

“Resumindo, o sistema ainda é falho. Até se os músicos, equipe e promotores fizerem o melhor para garantir a segurança à frente e atrás do palco, ainda não é possível garantir a segurança da audiência como um todo”, explicou Fred Durst ao site da revista Billboard.

Lynyrd Skynyrd já cancelou shows após o guitarrista Rickey Medlocke testar positivo horas antes de um show e Stevie Nicks limpou toda a agenda de 2021 também receosa com o aumento de casos. O festival de jazz de Nova Orleans também cancelou datas e transferiu o evento para 2022.

 

 

Escrito por Amanda Faia

Olivia Rodrigo anuncia vinil do álbum “Sour”

Wild Side

“Wild Side”: Normani e Cardi B voltam a subir na Hot 100