Gene Simmons testa positivo para COVID-19 e shows do KISS são adiados. (Foto: Jim Dyson/Getty Images)
in ,

Gene Simmons: “Não estou preocupado se um idiota pegar COVID e morrer”

“Estamos falando sobre uma porra de uma pandemia e as pessoas estão lutando contra ela”, completou o baixista do KISS

Gene Simmons tem sido um dos rockstars que tem defendido veementemente a vacinação contra a Covid-19. “Minha opinião é que todos são obrigados a tomar as vacinas. Espero que todos usem suas máscaras. Mas só podemos controlar o que podemos controlar e diferentes estados e países têm regras diferentes”, lamenta o baixista do KISS sobre as diferenças nas tratativas contra o vírus.

Gene Simmons: “Não estou preocupado se um idiota pegar COVID e morrer” (Foto: Getty Images)

O KISS retomará no próximo dia 18 a turnê “End of the Road” e a jornada se estenderá até 2022. Em entrevista ao site Ultimate Classic Rock, Simmons revela que “a banda adicionará algo entre 150 e 200 cidades no roteiro”. Vale ressaltar que nos últimos anos, o grupo tem vendido pacotes de ingressos que incluíam meet and greets. No entanto, dados os protocolos de saúde e segurança, eles foram eliminados desta tour.

“Nos bastidores, não faremos nenhum meet and greet. Obviamente, estamos abrindo mão de um bom dinheiro, porque os fãs pagam muito para vir, tirar fotos e outras coisas. Isso acabou. Não estamos permitindo que roadies ou qualquer outra pessoa esteja nos bastidores, a menos que estejam vacinados e as máscaras estejam no rosto o tempo todo”, explica Simmons.

Simmons explica ainda que não tem tempo para pessoas que teimosamente insistem que a vacinação contra a Covid-19 impede suas liberdades. “‘Eu tenho meus direitos, não me diga o que fazer‘, eles dizem. O que é curioso, porque você não tem o direito de dirigir na estrada sem cinto de segurança. Você tem que parar em um sinal vermelho. Você não tem o direito de andar pelado na rua. Estas não são ideias que ameaçam a vida. Estamos falando sobre uma porra de uma pandemia e as pessoas estão lutando contra ela”, declara.

Leia mais:

Em última análise, Simmons afirma que os números alarmantes são culpa de Donald Trump e diz estar menos preocupado com as pessoas que optam por permanecer sem se vacinar.

“Não estou preocupado – e é indelicado dizer isso – não estou preocupado se um idiota pegar COVID e morrer. Me preocupo com a possibilidade dele levar outras pessoas com ele. Quem não teve escolha. Não precisa ser a morte. Estar em um hospital é horrível. São tantos os casos de pessoas que negaram e que estão implorando no hospital para tomar a vacina. Mas é muito tarde. Eu culpo nosso ex-presidente. Eu conhecia o homem antes de ele entrar na política”, finaliza.

Escrito por Daiv Santos

Jason Momoa diz que toma banho após “polêmica” entre atores de Hollywood

Phoebe Bridgers fala sobre parceria com Lorde: “Mágico”