Foto: reprodução/ @lanadelrey Instagram
in ,

Lana Del Rey colocou em seu testamento que não quer álbum póstumo

Lana Del Rey entrou para o grupo de artistas que não quer que suas músicas sejam lançadas após a morte. Grandes ícones da música como Michael Jackson, Prince, Pop Smoke e outros tiveram álbuns póstumos lançados, mas Anderson .Paak reacendeu um debate polêmico. O artista tatuou instruções do que deve acontecer com as suas músicas quando ele morrer.

“Quando eu for embora, por favor, não lance nenhum álbum póstumo ou música com meu nome. São apenas demos e nunca tiveram a intenção de serem ouvidas pelo público.”, escreveu o cantor em seu braço

Lana Del Rey concordou com o colega, que divide com Bruno Mars o projeto Silk Sonik, e fez uma publicação no Instagram dizendo que colocou o desejo de não ter músicas lançadas após o seu falecimento em seu testamento. “Está no meu testamento, mas também está na tatuagem dele“, escreveu a cantora.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Lana Del Rey (@lanadelrey)

Álbum do Silk Sonic adiado

Os fãs vão ter que esperar mais um pouco para ouvir o álbum do Silk Sonic. O disco estava programado para sair entre e setembro e novembro deste ano, mas os planos mudaram. Ficará para janeiro de 2022. As informações foram confirmadas pela Rolling Stone.

Silk Sonic: Álbum de Bruno Mars e Anderson .Paak é adiado para 2022
Foto: Rolling Stone

Leave the Door Open” foi o primeiro single do projeto, lançado em maio deste ano. Fez um enorme sucesso, chegando ao primeiro lugar na parada Billboard Hot 100, a principal dos Estados Unidos. Mais recentemente, eles liberaram a música “Skate“, que teve o pico de 14º lugar na Billboard Hot 100.


Leia Mais:

Álbum para promover a união das pessoas

A ideia do álbum é fazer com que as pessoas fiquem mais unidas, como Bruno Mars fez questão de ressaltar.

“Uma boa música pode unir as pessoas – você não precisa realmente pedir para que todos cantem junto. Às vezes, a coisa difícil é realmente cantar. Você não tem que dizer: ‘Todos levantem suas mãos’ – às vezes você simplesmente toca o acorde certo e isso acontece. Então essa foi a nossa mentalidade com todo o álbum. Se isso nos faz sentir bem e ressoa em nós, isso vai ser contagiante e fazer outras pessoas se sentirem bem – e esse é o nosso trabalho como artistas”, soltou ele.

Nós dois fazemos música agradáveis”, explica Anderson .Paak, “e acho que é porque passamos por dores e tragédias”. “Tudo decorre da dor e da sobrevivência”, concorda Mars. “Nunca mais querendo voltar. Siga em frente, sabendo o quão ruim isso pode ficar”.

Esse projeto como o Silk Sonic significa muito para superação: “é a nossa maneira de lidar com a dor, é por isso que investimos tanto nele. Sabemos que é vida ou morte para nós e sabemos o que significa vida e morte – sabemos o que é estar sem dinheiro e perder os pais e ter pais que nos apoiaram e lutaram contra o vício. Nós sabemos o que estamos enfrentando, e isso é tudo o que temos“, completou Anderson .Paak.

Escrito por Douglas Françoza

Músicas da IVY Park levantam suspeita para novo lançamento de Beyoncé

Justin Bieber revela prévia de clipe de parceria com Skrillex e Don Toliver