in ,

“Cássia Reggae”: Projeto especial é lançado em celebração aos 60 anos de Cássia Eller

O primeiro disco do projeto, foi disponibilizado na sexta-feira (1), conta com participações de Chico Chico, Nando Reis, Gilberto Gil, entre outros

O rosto da cantora Cássia Eller estampado na capa do novo disco Cássia Reggae
Capa do álbum Cássia Reggae. Foto: Divulgação/Universal Music

Cássia Eller, que completaria 60 anos em dezembro, é celebrada por elenco “all-star” em dois álbuns produzidos com gravações inéditas do repertório da cantora. ‘Cássia Reggae”, o primeiro disco do projeto, foi lançado na sexta-feira (1), Dia Internacional do Reggae.

Leia Mais:

A cantora Cássia Eller está de perfil, olhando para o lado esquerdo, sorrindo com o violão na mão
Cássia Eller. Foto: Marcos Hermes

O projeto foi produzido por Sergio Fouad e Fernando Nunes para a Universal Music, sob a coordenação de Taísa Rennó e Alice Soares. A segunda parte de “Cássia Reggae” está prevista para ser lançada no segundo semestre deste ano.

A cantora, que saiu precocemente de cena, aos 39 anos, deixou discografia que totaliza nove álbuns lançados entre 1990 e 2021. Além de títulos póstumos como “10 de Dezembro, 2002. São nesses discos que estão as músicas reprocessadas na cadência jamaicana em Cássia Reggae”, com os toques de músicos como Fernando Nunes (baixo), Caio Garcia (guitarra) e Guaraci Akani (bateria).

A primeira parte do projeto conta com as participações de Nando Reis, Gilberto Gil, Chico Chico, Jorge Du Peixe, Lan Lanh, Marcio Mello, Toni Garrido, Margareth Menezes, Maestro Tiquinho e Zé Ricardo

A cantora Cássia Eller cantando no microfone
Cássia Eller. Foto: Marcos Hermes

O primeiro álbum do projeto: ‘Cássia Reggae’

O primeiro álbum do projeto “Cássia Reggae foi promovido pela gravação de “O Segundo Sol, na voz de Gilberto Gil. 

Além de Gil ser compositor gravado por Cássia, que deixou registros de músicas como “Oriente” e “Pedra Gigante”, além de ter cantado “Chororô” com o autor, o cantor  foi um dos primeiros a importar o reggae para o Brasil nos anos 1970. 

Outro nome importante na trajetória da cantora está presente na primeira parte do projeto. Nando Reis, inevitavelmente é o compositor mais recorrente na ficha técnica de “Cássia Reggae 1”. A parceria entre Cássia e o artista fez com que a cantora fosse, a partir de 1999, uma das mais perfeitas traduções do cancioneiro pop do ex-Titãs.  Com a “Lanterna dos Afogados”, canção regravada por Cássia em álbum de 1994, que Nando Reis abre o álbum “Cássia Reggae”. 

 

Presença indispensável nesse tributo, Chico Chico, o filho da cantora, se junta a Jorge Du Peixe para dar acento jamaicano a “Coroné Antônio Bento”. Pupilo toca bateria na faixa, também encorpada com o toque da guitarra de Walter Villaça, músico que tocou com Cássia.

 

Na faixa “Amor Destrambelhado” estão Lan Lanh e Márcio Mello, compositores da música que Cássia incorporou no show baseado no álbum “Veneno Antimonotonia”.

Chico Chico, Lan Lanh e Nando Reis na homenagem à Cássia Eller no Prêmio Multishow. Foto: Diogo Damascena

O vocalista do Cidade Negra, uma das bandas de reggae mais populares do Brasil, Toni Garrido canta “Palavras ao Vento”. Enquanto Margareth Menezes, potente voz associada primordialmente ao samba-reggae da Bahia, se junta ao Maestro Tiquinho,  na canção “Malandragem”.

 

 

Por fim, na última faixa de “Cássia Reggae”, Zé Ricardo dá a voz para a música “O Meu Mundo Ficaria Completo (Com você)” em gravação que tem os toques do baterista Cezinha e do tecladista Marcio Lomiranda.

“Cássia Reggae”: O segundo álbum do projeto

O segundo álbum em comemoração aos 60 anos de Cássia Eller está previsto para o segundo semestre deste ano.  Para complementar o projeto, o disco reunirá os músicos que tocaram ao longo das várias fases da carreira da artista e cantores que cruzaram o caminho pessoal e artístico da cantora.

Escrito por Duda Monnerat

Cat Burns e Sam Smith realizam performance emocionante de “Go”

“Amsterdã”: Filme com Taylor Swift ganha primeiro trailer