Menu
in

Lollapalooza cancela show de DaBaby por homofobia e sorofobia

DaBaby era uma das principais atrações do festival neste domingo.

Lollapalooza cancela show de DaBaby por homofobia e sorofobia

(Foto: Reprodução / YouTube)

DaBaby está sofrendo as consequências de seus comentários preconceituosos contra gays e portadores de HIV+. O rapper americano teve seu show cancelado no Festival Lollapalooza. DaBaby subiria ao palco neste domingo (1º/8). O cancelamento do show era um pedido do público.

“O Lollapalooza foi fundado na diversidade, inclusão, respeito e amor. Com isso em mente, DaBaby não vai mais se apresentar à noite no Grant Park”, anunciou a organização do festival neste domingo.



Essa não é a primeira perda de DaBaby desde que fez comentários homofóbicos e sorofóbicos em um show em Miami e depois no Instagram. Ele já perdeu um contrato com a grife boohooMAN, foi removido do line-up do festival inglês Parklife, e viu o remix de “Levitating”, da Dua Lipa com participação dele, parar de tocar nas rádios.

Entenda o caso de DaBaby


Advertising
Advertising

Durante um show no Rolling Loud Festival, em Miami, no domingo passado (25/7), DaBaby disparou: “se você não apareceu hoje com HIV, AIDS ou qualquer uma dessas doenças sexualmente transmissíveis, ligue a lanterna do seu celular. Rapazes, se vocês não estão chupando um pau no estacionamento, liguem a lanterna do seu celular”.

Em seguida, DaBaby apareceu no Instagram para se explicar. Disse que sua performance no show foi distorcida e avaliada fora de contexto em um vídeo de seis segundos. Mas voltou a fazer um discurso discriminador.

Foto: Rich Fury/Getty Images


“Mesmo meus fãs gays, eles não têm a porr* da AIDS, seus idiotas. Eles não têm AIDS. Meus fãs gays se cuidam. Eles evitam isso. Não são gays nojentos. Não são viciados. Meus fãs gays têm classe. Eles não são babacas em um estacionamento. Você tem que pegar um quarto. Um bom, em um hotel cinco estrelas. Até meus fãs gays têm padrões”, disparou.

Artistas como Dua Lipa, Elton John, Anitta, Demi Lovato, Ariana Grande e Madonna se pronunciaram sobre o caso, recriminando as falas do rapper. Em seguida, ele lançou um clipe, novamente controverso, tratando da AIDS com descuido.



Escrito por Leonardo Torres