Divas pop
Foto: Getty Images
in ,

Katy Perry chama Ariana Grande de “melhor vocalista viva do mundo”

Katy Perry parabenizou Ariana Grande adiantado pelo aniversário.

Logo cedo desta sexta-feira, 25 de junho, Katy Perry decidiu usar o Twitter para desejar um feliz aniversário para Ariana Grande. Ok, ela estava um pouco adiantada… O aniversário da cantora é na verdade no dia 26. Mas já está valendo, não é mesmo? O que vale é a intenção!

O que mais chamou a intenção foi o grande elogio que Katy Perry enviou à Ariana Grande. Ela a chamou de “melhor vocalista viva do mundo”. Isso mesmo… Não é nem mesmo uma das melhores, é mesmo A melhor. Vindo de uma cantora de sucesso mundial, isso é uma grande coisa.

Apoio das divas
Foto: John Shearer/Getty Images

Um aniversário muito feliz para a melhor vocalista viva do mundo, Ariana Grande“, escreveu. Ela ainda acrescentou: “Briga comigo se você pensa diferente“.

Mais tarde ela se deu conta que estava adiantada: “merda, eu estou adiantada, eu nem ligo“, soltou.

Ariana Grande, com certeza, vai adorar esse parabéns adiantado!

Divas do pop assinam carta pelos direitos LGBTQI+

Vários artistas, incluindo divas do pop, assinaram carta aberta defendendo a “Lei da Igualdade” (HR 5), apresentada no Congresso dos Estados Unidos que propõe alterar a Lei dos Direitos Civis de 1964 e incluir a comunidade LGBTQI+ contra a discriminação. Eles, por exemplo, têm menos oportunidades de emprego e educação. Com a lei, essas pessoas em situação de vulnerabilidade seriam beneficiadas.

orgulho
Foto: Reprodução / Internet

Assinaram a carta grandes artistas. Destacamos as divas pop: Ariana Grande, Bebe Rexha, Becky G, Billie Eilish, Britney Spears, Cardi B, Camila Cabello, Carly Rae Jepsen, Celine Dion, Charli XCX, Cyndi Lauper, Halsey, Hayley Kiyoko, Katy Perry, Kesha, Lady Gaga, Lorde, Miley Cyrus, P!nk, Rita Ora, Selena Gomez, Sia, Taylor Swift e mais!

Acreditamos que a aprovação da Lei da Igualdade é uma parte essencial na proteção dos jovens trans e de todas as pessoas LGBTQ, fornecendo proteção total às comunidades mais marginalizadas contra a discriminação. E acreditamos que cada um de nós precisa fazer a sua parte para que isso aconteça. Portanto, em 24 de junho, daremos início à semana de ação nacional do Equality Act com uma transmissão ao vivo aberta a todos! Junte-se a nós e aos nossos artistas em uma noite extraordinária de ação para apoiar os direitos LGBTQ“, avisou o site oficial.

O momento é de esperança para que a lei seja aprovada. Seria uma mudança muito positiva e salvaria muitas vidas do sofrimento! Da forma como está hoje, 52% da comunidade LGBTQI+ vive em estados sem proteção explícita contra a discriminação.

A ideia é que a música seja um veículo para fazer o bem! “A música tem sido usada há muito tempo como uma forma de defesa e autoexpressão, para inspirar mudanças sociais. Desde o Movimento dos Direitos Civis até os dias atuais, a música uniu e inspirou as pessoas a agirem. Como músicos e artistas, acreditamos fortemente que todas as pessoas devem ser bem-vindas e celebradas como suas verdadeiras e autênticas personalidades“, diz a carta.

Tomara que dê certo, não é mesmo?

Escrito por Caian Nunes

Batidão Tropical

Novo álbum de Pabllo Vittar tem 2 milhões de streams em 12 horas

Nícolas Cândido exalta a brasilidade e a natureza no álbum “Serena Rebelião”