Juliette e Emicida. Foto: Instgram @gqbrasil
in ,

Juliette e Emicida são destaque em premiação da “GQ Brasil”

Cantores foram eleitos Mulher e Homem do Ano de 2021 pela publicação

Eles continuam sendo o momento! Juliette e Emicida foram destaque na premiação o Men of The Year 2021, provida pela revista “GQ Brasil”, por suas trajetórias e representatividade dentro e fora dos holofotes. Enquanto a vencedora do “Big Brother Brasil 21”, da Globo, foi eleita a Mulher do Ano de 2021, o rapper paulistano foi eleito Homem do Ano na Música de 2021 pela publicação.

juliette. Foto: Instagram @juliette

Após passar por um dos períodos mais transformadores de sua vida ao participar e vencer o “Big Brother Brasil 21“, a cantora, advogada e maquiadora teve seu reconhecimento pela premiação que ressalta aqueles que mais se destacaram ao longo dos últimos dose meses.

A novidade foi divulgada nesta sexta-feira (3), data em que a paraibana completa 32 anos. Para ela, que além do prêmio de R$ 1,5 milhão, com 90,5% de votos do público, ganhou uma legião de fãs fiéis, os cactos, ainda se consolidou como cantora cantora em seu primeiro EP.

Foto: Divulgação

LEIA MAIS:

Hoje, depois de se tornar uma das personalidades mais requisitadas do país – afinal são quase 33 milhões de seguidores no Instagram e outros mais de 4 milhões no Twitter -, ela celebra a alegria é representar mulheres reais. A conversa com Juliette é uma das capas da edição de dezembro e janeiro da revista, que começa a chegar às bancas a partir desta sexta-feira (3) e na nossa loja virtual.

“Fico feliz porque me vejo nesse lugar de representar mulheres normais, com conflitos e dilemas reais. Isso faz com que o prêmio não seja só meu, mas de todas que, diariamente, enfrentam e vencem suas guerras”, disse ela à publicação.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Juliette (@juliette)

A premiação organizada pela GQ Brasil é marca registrada das 21 edições da GQ ao redor do mundo, reconhecendo os homens — e a mulher — que protagonizaram o ano em áreas como as artes, os negócios, os esportes e a ciência. O surfista medalhista Olímpico Ítalo Ferreira também foi eleito Homem do Ano no Esporte de 2021, enquanto o apresentador Tiago Leifert foi  Homem do Ano na Televisão de 2021.

Emicida embalou 2021 com os desdobramentos de “AmarElo”, trabalho de estúdio lançado em 2019 e classificado por ele como um experimento social. Reflexões e parcerias através da música ganharam o desdobramento do projeto, que inclusive, coroou com um show no Theatro Municipal de São Paulo, em 27 de novembro daquele ano, que depois deu origem a um documentário na Netflix, lançado no fim de 2020.

Emicida. Foto: Instagram @gqbrasil

Leia mais: 

O filme mostra a plateia claramente comovida com o momento histórico em que um artista negro, vindo da periferia, toma posse de um dos mais nobres endereços da alta cultura nacional. Para parte daquelas pessoas, era a primeira vez que surgia a chance de ocupar uma cadeira ali.

“Um dos meus orgulhos é pensar que o menino que eu fui ficaria muito feliz se conhecesse o homem que me tornei”, diz Emicida, comentando “O Encontro”, de Mário Quintana (1906- 1994). Não há dúvida de que estaria muito orgulhoso.

Escrito por Leonardo Rocha

No topo da parada, Adele conquista certificado de platina no Reino Unido

Quem é Clarissa, fenômeno do Pop e dona do hit nada contra ciúme

Quem é Clarissa, fenômeno do Pop e dona do hit ‘nada contra (ciúme)’?