banner com link para rádio globo
Emicida é indicado ao Emmy internacional por "Amarelo: E Tudo Para Ontem"
Foto: Divulgação
in ,

Emicida é indicado ao Emmy Internacional por “AmarElo: É Tudo Para Ontem”

Veja quem está concorrendo!

Emicida ganhou mais reconhecimento internacional com seu documentário “AmarElo: É Tudo Para Ontem”, da Netflix. A produção foi indicado ao Emmy Internacional, premiação mais importante do ramo.

Ele concorre na categoria “Programação de artes”. Concorrem com ele: “Romeo and Juliet: Beyond Words” (Reino Unido), “Nakamura-ya family 2020 Mattemashita” (Japão) e “Kubrick By Kubrick” (França). E documentário do Emicida é o representante brasileiro!

Emicida é indicado ao Emmy internacional por "Amarelo: E Tudo Para Ontem"
Foto: Netflix

Outros concorrentes brasileiros citados em outras categorias estão “Amor de Mãe” (Globo), “Cercados” (Globoplay), “Diário de Um Confinado” (Globoplay) e “Todas As Mulheres do Mundo” (Globoplay).

Leia Mais: 

Sobre “AmarElo”

Leia a sinopse: O documentário AmarElo – É Tudo Pra Ontem explora todo o processo de criação do projeto AmarElo, do músico e militante negro, Emicida. Criado em estúdio, AmarElo foi apresentado no Theatro Municial, em São Paulo, 2019, em um show que abordou a história da cultura negra no Brasil.

Veja trailer:

Emicida leva Leão em Cannes com a campanha “Silêncio”

Para Emicida não basta um Grammy Latino ou uma indicação ao BET Awards. O rapper paulistano acaba elevar o nível de seu triunfo ao conquistar mais um prêmio relevante por um projeto experimental lançado em parceria com a Deezer e a Sony Music Brasil em 2019.

A faixa “Silêncio“, literalmente em silêncio, convidou o público do artista para um momento de reflexão, antes do lançamento do aclamado álbum “AmarElo” (2019). O vídeo, produzido pela agência AKQA, foi exibido em um dos intervalos do Jornal Nacional (Globo). A experiência foi reconhecida com o Leão de Bronze em Cannes na categoria de mídia – uso de plataformas de áudio.

“Quando estamos diante de algo grandioso, há tanto para se dizer que a melhor forma de se manifestar é apenas com a contemplação do silêncio”, disse o artista na época. “AmarElo” é um dos projetos mais impactantes da música brasileira contemporânea e foi pensado por Emicida não apenas como um álbum, mas como um experimento social.

O projeto multiplataforma ganhou um documentário na Netflix “AmarElo – É Tudo pra Ontem”, um podcast chamado “Amarelo – O Filme Invisível” e uma série documental no GNT intitulada “AmarElo Prisma”, também divulgada em formato de podcast.

Relembre “Silêncio”:

O conceito de “AmarElo”, que buscou comprovar que é possível transformar lugares e a vida das pessoas por meio da música, foi elaborado por Emicida, assim como toda a sua completude (campanha de lançamento, show, merchandising e qualquer outra iniciativa relacionada a ele). A execução deste projeto grandioso também contou com a colaboração do empresário Evandro Fióti, irmão do cantor, através da Laboratório Fantasma, empresa administrada por ambos.

Escrito por Caian Nunes

Fãs do BTS notam detalhe curioso em Lizzo na Radio 1 Live Lounge

O livro de romance perfeito para os fãs de música pop

Enquanto Eu Não Te Encontro, o livro de romance perfeito para os fãs de música pop