recorde no Spotify rapper gay
Foto: Getty Images
in ,

Shade? Lil Nas X ultrapassa recorde de DaBaby e comenta

DaBaby teve falas homofóbicas e isso acaba ofendendo Lil Nas X.

Lil Nas X conquistou mais de 52 milhões de ouvintes mensais no Spotify. Esse é um recorde para um rapper masculino! Ele superou o recorde anterior que era de DaBaby. Oops… Logo quem! Essa conquista tem um gostinho a mais.

Todo mundo se lembra que DaBaby fez comentários homofóbicos em show e foi muito criticado. E como Lil Nas X é gay, acaba que parece uma prova de que ele pode ser maior e melhor do que rappers heterossexuais como já é o estereótipo.

recordes de ouvintes
Foto: Spotify

Sabendo desse grande feito, Lil Nas X fez um comentário no Twitter. Será que foi um shade, uma indireta? Se foi… Ele não deixou transparecer! O rapper simplesmente comemorou seu grande feito. Se tinha algum deboche envolvido, fica para a interpretação.

Uau, isso é insano. Este é o máximo que já tive na minha carreira. Obrigado a todos que estão ouvindo“, soltou ele.

De qualquer forma, parabéns ao Lil Nas X. Esse mérito é dele! Atualmente ele está fazendo sucesso com as músicas Industry Baby (feat. Jack Harlow)” e “MONTERO (Call Me By Your Name)“.

Leia Mais:

T.I. defende DaBaby após homofobia e coloca Lil Nas X no meio

A homofobia gritando, meu pai! O rapper T.I. fez questão de vir a público mostrar que está do lado de DaBaby, depois que DaBaby virou notícia por comentários homofóbicos e sobre HIV durante um show. “Se Lil Nas X pode empurrar as bostas dele em paz, DaBaby também deveria poder #igualdade”, escreveu no Instagram.

Lil Nas X, na semana passada, estreou o clipe de “Industry Baby”, com cenas de nudez masculina. No clipe, ele é preso por ser gay e, em vez de sentir culpa, ele se liberta, se empodera e vive sua identidade e sexualidade livremente. Com direito até a fugir da prisão! Bem diferente da situação de DaBaby

T.I. defende DaBaby após homofobia e coloca Lil Nas X no meio
(Foto: Getty Images / Uso autorizado POPline)

Não tem outro nome: é discriminação

Durante seu show no Rolling Loud Festival, em Miami, no domingo (25/7), DaBaby discriminou gays e portadores de HIV+. Ele pediu que as pessoas da plateia acendessem as lanternas dos celulares, caso se enquadrassem nessas condições:

“Se você não apareceu hoje com HIV, AIDS ou qualquer uma dessas doenças sexualmente transmissíveis, ligue a lanterna do seu celular. Rapazes, se vocês não estão chupando um pau no estacionamento, liguem a lanterna do seu celular”.

Escrito por Caian Nunes

álbum de Ariana Grande é o favorito da Billie Eilish

Billie Eilish aclama álbum da Ariana Grande

Sebastianismos lança “Cicatriza” com a Fresno