(Foto: Instagram @nickiminaj)
in ,

Nicki Minaj inspira protesto anti-vacina em Atlanta

“Nicki Minaj nos disse a verdade”, gritou manifestante.

Os tweets de Nicki Minaj, cheios de equívocos e especulações sobre a vacina contra a Covid-19, acabaram influenciando uma manifestação anti-vacina em Atlanta, nos Estados Unidos. Vários noticiários americanos mostraram o protesto, que atraiu poucos simpatizantes. Com um mega-fone, um homem gritava: “Nicki Minaj nos disse a verdade”.

Veja os vídeos:

No Twitter, Nicki Minaj disse que não tomaria a vacina contra a Covid-19 enquanto não tivesse certeza que era segura. Ela disse que o amigo de um primo em Trinidad e Tobago tomou a vacina e ficou impotente. Ela também falou que ela, sem a vacina, teria os mesmos sintomas que alguém que tomou, caso fosse contaminada novamente pelo coronavírus. Nada disso procede. O Twitter até a baniu por espalhar fake news.

O protesto aconteceu na frente do Centro de Controle e Prevenção de Doenças em Atlanta, na quarta (15/9). O local fez questão de reafirmar que a vacina contra a Covid-19 não causa infertilidade.

Nicki Minaj. Foto: Getty Images

Leia mais:

Ministro de Trindade e Tobago rebate fala de Nicki Minaj sobre vacina da Covid-19

As declarações controversas de Nicki Minaj sobre a vacina contra a Covid-19, dadas por ela na última segunda-feira (13) como justificativa para não ter ido ao MET Gala, continuam reverberando pelo mundo. Desta vez, o Ministro da Saúde de Trinidade e Tobago se manifestou contra a rapper.

Durante uma entrevista coletiva nesta quarta-feira (15), Terrence Deyalsingh, disse em alto e bom som que as autoridades do país analisaram de perto as alegações de Minaj. “É, pelo que sabemos, neste momento, não houve nenhum efeito colateral ou evento adverso relatado“, disse ele.

Escrito por Leonardo Torres

James Charles lamenta ataque a Ariana Grande

James Charles lamenta ataque a Ariana Grande

Em “A Fazenda 13”, Aline Mineiro já foi panicat e namora o polêmico Leo Lins