in ,

Lollipop: Wanessa leva o pop de volta ao seu devido lugar

Wanessa Camargo celebra a volta do pop ao seu berço no cenário nacional com “Não Me Leve a Mal”, seu novo single, que pretende conquistar o mundo.

NDVD_006

Depois do pop devagar pelo Axé brasileiro, Wanessa Camargo, que agora assina de forma mais direta, apenas com “Wanessa”, trouxe o ritmo para seu berço, onde o pop se encontra com ele mesmo, relembrando suas raízes através da direção de Paulo Bonfá.

No vídeo, é visível o trabalho em equipe: a edição se liga sincronicamente com os movimentos corporais de Wanessa, que participou da criação artística do vídeo junto com Marcus Buaiz, que assina também como marido da cantora.

NDVD_007

Além das influências de J-Lo nos movimentos corporais, Britney Spears e Rihanna nos elementos visuais, os elementos pop estão presentes desde a concepção do cenário, passando por uma releitura da moda burlesca que inspira o figurino em vinil preto, até a edição, que merece destaque por ter captado a essência da música e desenvolvido um bom trabalho técnico com isso.

NDVD_000

Em sua carreira, apesar de já ter inserido a dança anteriormente, é a primeira vez que percebo em Wanessa todos os movimentos necessários para nos fazer acreditar no que sai da sua boca enquanto gritos revoltados seduzem o público no seu novo vídeo.

Ao contrário do que geralmente acontece na produção audiovisual, sentimos as cenas com a câmera mais aberta no inicio, típicas do cinema, recriarem um cenário com uma profundidade de cenário mais comum à televisão. Diferente das cenas finais, mais fechadas, mas que transparece um aspecto técnico cinematográfico enquanto o rosto de Wanessa aparece em evidência nos closes – sozinho, impondo sua rebeldia. “Ela ensaiou muito para o clipe. Já está muito preparada”, comenta o diretor ao dizer que não foi difícil gravar com a cantora em entrevista ao Videoshow, da Rede Globo.

Em uma análise mais detalhista e semiótica, notamos que Wanessa começa o clipe aparentemente tornando concreto, através do cenário e de seus posicionamentos nele, um relacionamento amoroso problemático, onde ela não tem tanta mobilidade, como canta no trecho:“Tudo vai tão bem pra você/Será que nem assim consegue me esquecer”.

Os movimentos em volta da cadeira fixa no centro do cenário-cubo, transmitem as dificuldades enfrentadas por alguém preso a um relacionamento. No decorrer da música, notamos a cantora passar por fases de libertação desse relacionamento enquanto canta que “Deus a deu tudo para se libertar de seus inimigos”. Essas fases de libertação evoluem até o fim do vídeo, onde Wanessa aparece sozinha, solta e confiante em meio a cenários maiores que ela própria. Closes em expressões icônicas no inicio do vídeo para demarcar a nova imagem que Wanessa pretende passar teriam sido úteis, além de um toque mais nacional – aproveitando a popularidade do país lá fora. Mas, ainda assim temos um ótimo motivo para celebrar a volta do pop ao seu melhor lugar.

Assista a “Não Me Leve A Mal”

Escrito por Redação POPLine

35 Comments

Rihanna quer levar video de "Hard" para outro nível

Allison Iraheta, ex-American Idol, canta no Good Morning America