(Foto: Divulgação)
in ,

K-Pop: Seungri tem pena reduzida em caso envolvendo prostituição

Ex-integrante do grupo de K-Pop BIGBANG já está preso há cinco meses

Após recorrer na Justiça sul-coreana contra sua condenação no caso de escândalo sexual, Seungri teve sua pena reduzida pela metade nesta quinta-feira (27). Considerando que o ex-integrante do grupo de K-Pop BIGBANG já está preso há cinco meses, caso não seja apresentado outro recurso, ele deve passar mais um ano e um mês na prisão — a sentença inicial era de três anos.

(Foto: Koreaboo)

Leia mais:

Inicialmente, Seungri, de 31 anos, foi condenado nas nove acusações pelas quais respondia, incluindo mediação de prostituição, envolvimento de violência sexual, crimes econômicos e participação em jogos proibidos por lei. Além disso, foi obrigado a pagar uma multa de 5 bilhões de won coreanos, o que é equivalente a mais de R$ 5 milhões.

De acordo com o portal Sports Kyunghyang, o Tribunal Superior Militar do Ministério da Defesa Nacional da Coreia do Sul realizou uma audiência que acatou a apelação de Seungri, reduzindo a sentença anterior de três anos de prisão, datada de 12 de agosto de 2021, para um ano e seis meses.

Vale lembrar que Seungri foi julgado pela justiça militar por ter ingressado no serviço obrigatório do país pouco depois de vir à tona o escândalo. A dispensa dele de seus deveres obrigatórios foi adiada após recurso da promotoria. Se fosse considerado inocente, ele  teria sido dispensado em 16 de setembro de 2021.

No BIGBANGSeungri emplacou hits como “Tonight“, “Fantastic Baby“, “Loser“, “Bang Bang Bang“, “Let’s Not Fall in Love“, entre outros.

Curtiu esta matéria? Clique aqui para ler mais conteúdos do Oh My God! by POPline. Tem listas, curiosidades, virais, celebs, k-pop, reality shows e muito mais sobre cultura pop!

Escrito por Carolina Stramasso

BBB22: “Estou acostumada a pegar quem beija os meu pés”, diz Jade

“Lokko”, de Giulia Be, ganha react de grupo de K-Pop