in

‘Conversa com Bial’: MD Chefe e MC Cabelinho contam suas trajetórias e projetos futuros

O programa é exibido nesta quarta-feira (3), na TV Globo, após o Jornal da Globo

‘Conversa com Bial’: MD Chefe e MC Cabelinho contam suas trajetórias e projetos futuros
MD Chefe (Foto: Steff Lima) e MC Cabelinho (Foto: Reprodução/Instagram) são os convidados do 'Conversa com Bial' nesta quarta-feira (3).

MD Chefe e MC Cabelinho são os convidados do “Conversa com Bial” nesta quarta-feira (3), após o Jornal da Globo. Os dois são fenômenos dos streamings de música, dos gêneros rap e funk, falam a Pedro Bial sobre a cultura das comunidades do Rio de Janeiro e contam sobre as suas trajetórias na cena musical.

Leia Mais:

MD Chefe, que estourou com as músicas “Rei Lacoste” e “Tiffany”. Já MC Cabelinho é dono de sucessos como “X1” e “Eu Te Avisei” e, também, é ator, tendo participado da novela “Amor de Mãe”, da TV Globo.

MD Chefe no ‘Conversa com Bial’

No programa, o rapper comenta sobre o prêmio BET Awards, que ele ganhou na categoria “Artista Revelação”, e o show que está preparando para o Rock in Rio deste ano.

O artista começou a carreira em batalhas de rima, lugar de onde veio seu nome artístico.

“MD é de Madruguinha. Nunca tive um apelido e, na primeira batalha, me chamaram assim, porque sempre tive estatura baixa e usava um chapeuzinho ousado”, conta.

As canções do rapper tem letras que tratam de assuntos como ostentação, luxo e prazer.

“Na verdade estou só procurando abordar as coisas de uma maneira diferente. Realmente incomoda a maneira como os pretos querem estar, em grandes plataformas e em grandes emissoras […]. Acho que minhas músicas são mais uma forma de eu mostrar autoridade, de dizer ‘ninguém vai me tirar isso aqui”.

‘Conversa com Bial’: MD Chefe e MC Cabelinho contam suas trajetórias e projetos futuros
MD Chefe. Foto: Steff Lima

MC Cabelinho no ‘Conversa com Bial’

Por sua vez, MC Cabelinho, além de comentar a atuação na TV, também fala sobre o assunto ostentação, ao reverenciar as conquistas até aqui.

“Hoje sou muito feliz porque faço meus shows, não choro para comprar o que eu quiser […]. Dei uma casa para a minha mãe e esse é o maior sonho que realizei até hoje”.

Além disso, o MC traz a história de como conheceu MD Chefe e conta sobre sua inspiração em Amy Winehouse, cantora a que dedicou duas tatuagens e, também, sobre os planos futuros, como a abertura de sua gravadora, a Bairro 13.

‘Conversa com Bial’: MD Chefe e MC Cabelinho contam suas trajetórias e projetos futuros
MC Cabelinho. Foto: Reprodução internet

Escrito por Duda Monnerat

Elana Dara pede valorização dos compositores: “injusto e frustrante”

Giovanna Antonelli sobre Guilherme de Pádua: “Cadeira elétrica”