Bruninha
Foto: Divulgação
in

Confira os lançamentos que deram o que falar no POPline em 2020!

Construímos um Top 10 com as matérias sobre lançamentos que mais ganharam atenção da nossa audiência

Não há dúvida de que o ano de 2020 foi marcado por grandes lançamentos na indústria musical. Com o cancelamento de turnês e a falta de shows, devido a pandemia do novo coronavírus, os artistas aproveitaram o chamado “ócio criativo” par produzir hits. E nós, do POPline, ficamos ligadinhos em cada um deles, assim como nossa audiência. Pensando nisso, preparamos uma retrospectiva com o ranking dos lançamentos que mais geraram curiosidade em nossos leitores.

Com base em nossos dados de acesso, nomes como Pabllo Vittar, Tierry, Harry Styles, Manu Gavassi, BLACKPINK, Katy Perry e tantos outros mostraram que mantém um fandom consolidado e ávido por notícias em torno dos novos trabalhos nesses últimos doze meses. Confira!

1 – “Bruninha”, Tierry e Kevinho

Depois do mega sucesso de “Rita”, Tierry seguiu a linha de lançamentos com nomes femininos e emplacou “Bruninha”. Em parceria com Kevinho, a faixa é uma bregadeira pop, forte candidata para hit do verão 2021, já que realmente esse encontro deu certo e formou uma música chiclete. Após o viral na TikTok, os leitores do POPline não tiraram os olhos do Portal para catar todas as novidades em torno do lançamento do artista.

A faixa conta com mais de 5 milhões de visualizações no YouTube, em dez dias de lançamento. O interesse na duplo foi tamanho no site, que se tornou a matéria sobre lançamento mais lida do ano. Sinal de que a combinação do forró com o funk caiu no gosto do público, sim!

2 – Funk K-Pop: “G.G.B”, Bling Bling

É bom ficar de olho no grupo feminino de K-Pop Bling Bling. O novo girlgroup da empresa coreana MAJOR9 fez seu debut em novembro, com o single e o clipe “G.G.B.”, que chamou a atenção de brasileiros por conta da sonoridade. A música chegou com muitas referências da batida do funk. A união dos dois gêneros prova que a arte não tem fronteiras, chamando tanta atenção que ficou entre as matérias mais buscadas e acessadas no POPline. Afinal, o ano foi de grande destaque na cultura K-Pop. E a nossa audiência não nos deixa mentir.

3 – “Deve ser horrível dormir sem mim”, Manu Gavassi

A dobradinha entre Manu Gavassi e Gloria Groove no hit “Deve Ser Horrível Dormir Sem Mim” agradou, e muito, aos leitores. Após criar a personagem Malu Gabatti como estratégia de divulgação, a cantora alavancou o interesse pelo seu maior lançamento desde a saída do “Big Brother Brasil 20”, da Globo. Um dia depois, a parada do Spotify foi atualizada e o resultado é super positivo: a estreia foi em segundo lugar.

Esse foi o melhor desempenho da carreira, até o momento, tanto de Manu Gavassi, quanto de Gloria Groove. O maior destaque de Manu na plataforma era “áudio de desculpas”, que ganhou visibilidade no auge do “BBB”. Gloria Groove, por outro lado, conseguiu emplacar “Coisa Boa” como um dos hits do carnaval de 2019.

Uma curiosidade é que entre todas as notícias sobre o lançamento, os leitores mais acessaram em relação ao single foi sobre personagem coelho, imediatamente identificado como uma alusão ao “Big Brother Brasil”. Na primeira prova do líder da 20ª temporada, que teve Manu no elenco, todos os participantes tiveram que se vestir de coelhos. Internautas, rapidamente, identificaram que se tratava de uma sátira a Hadson – um dos participantes mais machistas da edição.

4 – “Bandida”: clipe de Pabllo Vittar tem inspiração no BLACKPINK

A mistura do som de Pabllo Vittar com a cultura K-Pop foi um dos grandes cases de 2020 para o público do POPline. Bastou a drag queen anunciar que o single, em parceria com Pocah, carrega referências diretas ao grupo BLACKPINK. para os fãs não desgrudarem do site e colocarem a nota na quarta mais acessada sobre lançamentos. O hit traz inspirações nas coreografias apresentadas pelo girlgrouop nos clipes de “DDU-DU DDU-DU” “Kill This Love”.

Pabllo Vittar Flavio Verne dividem a direção do clipe, que é o carro-chefe do álbum “111 Deluxe”, lançado com remixes incluindo novos artistas e produtores. “Bandida” é uma das duas faixas inéditas do projeto. O single já soma mais de 14 milhões de views no YouTube.

O clipe também traz uma referência à rapper americana Cardi B, estrela de “WAP”“I Like It” e “Bodak Yellow”, entre outros hits. A peruca de coração usada por Pabllo alude a um look que Cardi B usou neste ano. Isso tem dedo da hair stylist da Pabllo, Thereza Brown. Obviamente que a reunião de tantas referências de sucesso colocaria o hit em nossa retrospectiva de acessos.

5 – “Patroas, EP1”,  Marília Mendonça e Maiara & Maraisa

Depois de uma super live no YouTube, o projeto “Patroas”, de Marília Mendonça em conjunto com a dupla Maiara & Maraisa, chegou a uma nova etapa, dessa vez com o lançamento do primeiro EP conjunto das amigas. O frenesi foi gigante entre os fãs das cantoras, que não desgrudaram do nosso Portal, em busca de detalhes sobre essa parceria antiga, porém, com um registro inédito.

Intitulado “Patroas, EP1”, o lançamento conta com quatro músicas inéditas e tem nas faixas inéditas “Quero Você do Jeito que Quiser” e “Coração Bandido”, e duas regravações em “Você Nem É Tudo Isso” e “Cara ou Coroa”. É a força do feminejo, meu povo!

6 – “Watermelon Sugar”, Harry Styles e referências à drogas?

Um dos álbuns mais aclamados do ano, “Fine Line” gerou um burburinho logo que o hit “Watermelon Sugar” foi lançado. É que parte do fandom de Harry Styles ficou assustado com a possibilidade do cantor britânico estar viciado em drogas logo que o site Urban Dictionary publicou que “watermelon sugar” é o nome dado para um tipo de heroína. Ou seja, uma droga.

Na letra, “watermelon sugar” aparece sempre do lado da palavra “high”, que é um adjetivo em inglês dizer que alguém está “chapado”. Harry também canta “eu não sei se eu poderia sair sem você”, indicativo de uma dependência química. Vale ressaltar que a música pode ser ficcional. Não é porque ele lançou que necessariamente é autobiográfica. As fãs do cantor não tiraram os olhos de nossas matérias, preocupadíssimos para tentar entender o que se passa com o astro.

7 – “The Album” – BLACKPINK

O ano, definitivamente, foi marcado por uma crescente dos grupos K-Pop ao redor do mundo. E, no Brasil, não foi diferente. O BLACKPINK quebrou um novo recorde, graças ao lançamento do “The Album”. A YG Entertainment confirmou que o disco vendeu 1,2 milhão de cópias mundialmente. Com isso, o BLACKPINK se tornou o primeiro girlgroup de K-Pop a ultrapassar a marca de um milhão de cópias vendidas de um álbum.

A cobertura que envolveu o lançamento do disco causou uma verdadeira guinada nos acessos do grupo, provando que a força da mulherada não tem região ou país. É uma realidade global.

8 – “Correntes”,  Priscilla Alcantara

A chegada de Priscilla Alcanatra ao mundo pop agradou demais aos leitores do nosso Portal. Na oitava posição dos lançamentos mais acessados do ano, a cantora mostrou uma nova faceta desde o início de sua nova era, com o clipe do single “Correntes”. Desta vez, ela deixou a temática cristã de lado para tratar de um assunto mais mundano: o ciberbullyng e os haters.

No vídeo, ela está saindo de uma noitada, lidando com ataques de haters no celular e apostando num grande segmento de coreografia com quatro dançarinas! Priscilla Alcantara nunca esteve tão pop. Os fãs não desgrudaram do POPline e, tudo indica, que adoraram a nova versão da artista.

9 – First Listen: “Não Vai Embora”, Dilsinho e Luísa Sonza

A audiência não deixou passar batido a colaboração de Dilsinho e Luísa Sonza. A inédita “Não Vai Embora” teve lançamento, com exclusividade, pelo POPline, colocando o hit na nona posição dos lançamentos mais acessados do Portal neste ano.

O single “Não Vai Embora” é um samba, notoriamente mais enquadrado no perfil musical de Dilsinho do que no de Luísa. Ele canta toda a primeira parte da música, sem causar qualquer estranhamento no ouvinte, já acostumado com seu estilo. É ela que conduz a música até o fim, aproximando-se do pagode e apresentando uma nova faceta para o grande público. A novidade maior, portanto, é para os fãs dela, que poderão ouvi-la de uma maneira totalmente diferente.

10 –  “Smile”, Katy Perry

Para fechar a lista, nada mais justo do que trazer de volta o sorrido de Katy Perry, em “Smile”. Em meia a gravidez, a cantora finalizou o clipe. Na estreia, em agosto, o vídeo ficou no ar no Facebook por algumas horas, batendo 600 mil visualizações antes de ser retirado do ar.

Para o clipe, Katy Perry foi além do tema circense, que dá tema ao álbum. Gravado com segurança, ela apareceu com uma série de figurinos diferenciados, deixando o clipe bem criativo. O tema foi bem diferente, onde a cantora aparece jogando vídeo game, misturando cenas reais e animação. O retorno da cantora causou o maior burburinho no POPline, já que os fãs aguardavam a nova fase da cantora.

Escrito por Leonardo Rocha

Chloe x Halle

Chloe x Halle anuncia mini documentário sobre sua carreira; Confira o teaser

Luisa Sonza e Vitão compartilham fotos românticas em iate