Connect with us

Baú

Baú: relembrando Aaliyah, a eterna “baby girl”

Apelidada de “Baby Girl”, Aaliyah trouxe frescor para a música negra em seu auge nas rádios nos Estados Unidos.

Published

on

Fãs de R&B estão saudosos nesta terça-feira, 16 de janeiro. Se estivesse viva, Aaliyah completaria hoje 39 anos.

A cantora nos deixou muito nova, aos 22 anos, após um acidente de avião na volta da gravação de um videoclipe nas Bahamas. Aaliyah estava no auge da carreira. Havia lançado um mês antes o seu aguardado terceiro álbum de estúdio, “Aaliyah”, adiado para que ela pudesse dar início à sua elogiada carreira no cinema com “Romeo Must Die” e “Queen of the Damned”, estava trabalhando já no terceiro single e havia sido convidada para ingressar no segundo filme da franquia Matrix como Zee.

No entanto, os planos foram interrompidos pela tragédia. O avião que levava a cantora e sua equipe de volta para casa caiu logo após a decolagem por motivos de sobrepeso. Ninguém sobreviveu.

É normal que os fãs procurem pelo material antigo do artista e peçam lançamento de alguma música engavetada, mas a família de Aaliyah sempre se manteve bastante discreta em relação a este tema. Até o momento, apenas o disco de estreia da cantora, por exemplo, está disponível no Spotify. Poucos clipes foram lançados na conta oficial da artista.

Com o aval da família liderada pelo irmão Rashad, duas coletâneas foram lançadas posteriormente à morte de Aaliyah: em 2002 “I Care 4 U” e em 2005 o “Ultimate Aaliyah”. Chris Brown e Drake foram alguns dos artistas que chegaram a lançar faixas inéditas com a voz da cantora posteriormente. “Try Again”, “Are You That Somebody?”, “Back & Fourth” e “We Need a Resolution” foram alguns dos sucessos da cantora.

Apelidada de “Baby Girl”, Aaliyah trouxe frescor para a música negra em seu auge nas rádios nos Estados Unidos. O talento da jovem era nato e inegável.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

HojeTemLive.com.br




Ranking