in

Retrospectiva: chegamos no nosso Top 40 das músicas favoritas do POPline em 2017

Chegamos no Top 40 dos nossos favoritos de 2017 e neste sábado a gente te apresenta mais vinte faixas favoritas da redação este ano. Vale lembrar que tentamos balancear o que foi refletido nas paradas musicais, de streaming, contexto do lançamento, a reposta da audiência e a análise da nossa equipe. Ou seja: não é apenas o que “hitou”, mas o que mereceu estar em destaque este ano!

40) “LOYALTY.” – Kendrick Lamar feat. Rihanna
Mesmo quase que totalmente dedicada a projetos fora da música em 2017 (como filme e linha de maquiagem), Rihanna conseguiu parcerias arrebatadoras. Uma delas foi com ninguém menos que Kendrick Lamar. O clipe de “LOYALTY.” ainda deixou todo mundo bobo e mostrou um amor realmente leal mesmo com riscos de tubarões urbanos. A faixa chegou à segunda colocação na parada de R&B/Hip-Hop da Billboard muito antes da única apresentação da música em conjunto na semana passada.

39) “Cheguei” – Ludmilla
Ludmila seguiu seu instinto e deu certo! A cantora havia gravado um videoclipe para a faixa “Cheguei”, mas desistiu e seguiu outro rumo, escalou um elenco para mostrar diversidade e arrasou! A faixa foi uma das mais reproduzidas nas rádios pop de todo o Brasil, clipe está perto das 200 milhões de visualizações e a cantora até abocanhou uma indicação ao Grammy Latino.

38) “Feels” Calvin Harris feat. Pharrell Williams, Katy Perry & Big Sean
Calvin Harris havia desistido de lançar um álbum até idealizar “Funk Wav Bounces Vol. 1”. O disco trouxe parcerias com grandes nomes da música e “Feels” rendeu mais do que o Top 20 na parada norte-americana (a melhor colocação de um single do disco), mas a parceria com Katy Perry (suposta “rival” de Taylor Swift, ex-namorada de Calvin) também deu munição para muita matéria.

37) “Castle on the Hill” – Ed Sheeran
O álbum “÷” pode não ter tido a mesma repercussão em vendas e críticas que seu antecessor, mas três músicas lançadas por Ed Sheeran este ano renderam – e muito! Uma delas é “Castle on the Hill”, lançada juntamente com “Shape of You” e que despontou na preferência do público do Reino Unido. A faixa chegou ao segundo lugar no UK em sexto nos EUA, possui mais de meio bilhão de streamings apenas no Spotify e o videoclipe conquistou a todos ao trazer Ed em sua terra natal com reais amigos da época pré-fama.

36) “Trem Bala” – Ana Vilela
Que ano para Ana Vilela! A voz suave da cantora, a bela letra que fala tudo o que a gente deveria dizer diariamente, mas não diz transformou a faixa “Trem Bala” em um dos maiores sucessos de 2017, abrindo caminho para o primeiro disco e título de uma das revelações do ano na música nacional. Somadas, todas as versões da música no Spotify, por exemplo, chegam a 20 milhões de reproduções.

35) “Attention” – Charlie Puth
Charlie Puth parece ser um artista calculista, mas não no mal sentido. Após a boa recepção do seu primeiro álbum e de músicas como “We Don’t Talk Anymore”, “Marving Gaye” e “One Call Away” além de “See You Again”, o cantor chegou em 2017 aquela sinuca de bico que é o segundo projeto de estúdio e está levando tudo numa ótima. Vocês sabem o que se fala na indústria da música, não é? Para o primeiro, você teve toda a vida pré-fama para produzí-lo e que sua veia artística será colocada à prova apenas com o 2º álbum com menos tempo de produção e mais pressão. Charlie está muito bem, obrigado. “Attention”, o single carro-chefe, é seu melhor desempenho nas paradas musicais nos Estados Unidos (#5) e a segunda no UK (#9).

34) “Issues” – Julia Michaels
Quando “Issues” despontou nas paradas musicais mundiais e foi abraçada pelos programadores de rádio, a gente sabia que Julia Michaels estaria entre os artistas revelação do ano. Em 2017, a cantora finalmente saiu dos bastidores e conquistou seu próprio holofote na concorrente indústria norte-americana e de cara briga por dois prêmios Grammy ano que vem: revelação e “Música do Ano”.

33) “There’s Nothing Holdin’ Me Back” – Shawn Mendes
Dito um dos “novos musos”, Shawn não tem do que reclamar de 2017. Foi o 1° convidado da nova etapa do tradicional “MTV Unplugged”, veio ao Rock in Rio e tocou para 100 mil pessoas e fez render o seu segundo álbum da carreira com outro megahit. A faixa chegou à sexta colocação na Hot 100 e liderou outras 3 nos EUA (Adult Contemporary, Adult Top 40 e Mainstream Top 40). Atrás de “Stitches” e “Mercy”, é a mais ouvida do cantor no Spotify com quase meio bilhão de audições.

32) “What About Us” – P!nk
Com uma discografia primorosa, P!nk voltou em 2017 com um álbum próprio após cinco anos do “The Truth About Love”. A expectativa era alta, mas ela nunca decepciona. E de cara a moça manda uma faixa que se encaixou perfeitamente no período que a gente está vivendo! “What About Us” ganhou um clipe primoroso e ainda levou uma indicação a “Melhor Performance Pop Solo” no Grammy Awards de 2018.

31) “Look What You Made Me Do” – Taylor Swift
Dificilmente o que Taylor Swift fala ou faz ganha uma mínima repercussão. Ainda mais se a música for cheia de indiretas, o clipe mais ainda e tratar de tretas do passado. Foi assim que “Look What You Made Me Do” chegou até a nós depois de pequenos teasers nas redes sociais – todos ligados à cobras. Taylor é uma das artistas mais inteligentes na arte de saber usar situações contra si ao seu favor. Gostando ou não da moça, de suas atitudes ou música, é preciso reconhecer seu incrível talento para dar a volta por cima e repleta de muitos números, recordes e vendas.

30) “Walk On Water” – Eminem feat. Beyoncé
Piadas a parte sobre o sucesso (ou não) de “Walk On Water” a parceria do Eminem com Beyoncé precisa entrar na nossa lista. Afinal, assim como Rihanna, Bey passou o ano cuidando da família que cresceu este ano e preparando seu retorno em 2018, mas tirou tempo para colaborações importantes. Se aliar a um dos maiores rappers norte-americanos foi uma das jogadas da moça.

29) “Love So Soft” – Kelly Clarkson
Uma das expectativas para 2017 era o lançamento do novo álbum da Kelly Clarkson por vários motivos. Seria o primeiro em dois anos, com nova gravadora e com inspiração em estilos musicais pouco explorado pela artista como soul e R&B. O pop/rock habitual foi deixado de lado (talvez por um breve tempo) para Kelly se jogar em gêneros que ela cresceu ouvindo e até cantou durante sua jornada no “American Idol”. O resultado foi “Meaning Of Life” com seu carro-chefe “Love So Soft”. A faixa está aqui representando o projeto em um todo, mais um coeso e forte álbum na discografia desta cantora que completou 15 anos de carreira em 2017 e que em 2018 enfrenta novos desafios, como ser jurada de um reality show de canto.

28) “Vai Malandra” – Anitta
O que falar do 2017 de Anitta. A gente já colocou a moça aqui na playlist, mas praticamente todos os singles da artista entram na retrospectiva por diversos motivos. A última tacada do projeto “Check Mate” está no Top 30 em grande parte pela sua repercussão. Feminismo, bunda com celulite, biquíni de fita isolante, banho na laje, espaço para minorias, o retrato do dia a dia das comunidades, 50 milhões de visualizações em 1 semana com recorde nas primeiras 24h (15 milhões) e a maior posição de uma música de um brasileiro no Top 50 do Spotify Global (#18). E lembrar que “Vai Malandra” está apenas começando a trilhar seu caminho.

27) “Bodak Yellow” – Cardi B
Dentre as revelações do ano está Cardi B. De início, a ex-stripper ganhou a preferência na playlist de vários artistas famosos que foram ajudando semana após semana a alçar “Bodak Yellow” a status de fenômeno com recordes superando artistas como Lauryn Hill e liderança de nove paradas nos EUA simultaneamente. Cardi B termina 2017 com um contrato, uma indicação ao Grammy Awards e todo mundo de olho no primeiro álbum de estúdio.

26) “DNA” – BTS
O ano para os fãs de k-pop foi de altos e baixos. Enquanto muitos grupos anunciaram separação ou mudança de formação com a baixa de integrantes, o BTS conquistou o mundo e fez história. O grupo entrou no Top 10 dos “trendings” no Reino Unido, ganhou os programadores de rádio norte-americanos, entrou para o livro dos recordes, liderou o iTunes nos EUA, se apresentou em vários programas de televisão e fechou parcerias com nomes como Steve Aoki, Fall Out Boy e The Chainsmokers. Junto com o hit “Despacito”, que acabou puxando outras faixas latinas em destaque nos mercados norte-americano e britânico, o BTS ajudou a diversificar as paradas, listas de streaming e rádios em 2017!

25) “Downtown” – Anitta & J Balvin
Não tem como ignorar “Downtown” na nossa lista. Mais de um mês depois do seu lançamento, a penúltima música do projeto “CheckMate” continua em crescente. No Brasil o interesse só foi “barrado” por “Vai Malandra”, mas internacionalmente é a música que continua levando o nome de Anitta para fora do país: ela continua entre as mais tocadas no Spotify Global com direito a outdoor em Nova York e recorde depois batido por ela mesma como a segunda cantora com o melhor desempenho na plataforma de streaming a nível global, está em crescente na principal parada latina da Billboard colocando Anitta também na lista dos “artistas em ascensão”, está também na parada digital de músicas latinas nos EUA, supera 73 milhões de visualizações no canal da cantora no Youtube.

24) “Tell Me You Love Me” – Demi Lovato
Se em “Confident”, Demi Lovato disse que queria atingir um outro patamar vocal o que dizer do mais recente disco da cantora lançado este ano? E o que dizer da faixa título? “Tell Me You Love Me” certamente traz Demi em seu melhor desempenho como cantora, mostra todo o seu potencial e nos deixa perguntando: será que tem algo que ela ainda não mostrou para a gente? Se no passado muito se duvidou da “durabilidade” de artistas revelados na TV (os ex-acts), Demi está aí para provar que com talento, as críticas são obrigadas a cessar.

23) “Homemade Dynamite” – Lorde
Lorde tem um dos álbuns mais aclamados pela crítica em 2017 e, infelizmente, uma das faixas preferidas dos fãs – e da redação do POPline – ainda não chegou a ser trabalhada propriamente como single. A gente sabe que a cantora já apresentou “Homemade Dynamite” na TV, lançou versão remix (com Khalid, Post Malone e SZA), mas ainda estamos esperando um videoclipe para coroar a divulgação que essa música merece.

22) “1-800-273-8255” – Logic feat. Alessia Cara & Khalid
Sem lançar nenhuma música própria, Alessia Cara teve um ano para poucos. Suas parcerias com Zedd e com Logic ajudaram a cantora a concorrer ao Grammy Awards do próximo ano na categoria Artista Revelação. Particularmente “1-800-273-8255” tem uma função social importante. Para quem não sabe, o título é o telefone da Central Nacional de Prevenção do Suicídio nos Estados Unidos que passou a receber 30% a mais em ligações e 100 mil acessos mensais a mais no site oficial da instituição. O rapper disse em entrevista que a faixa foi trabalhada por anos antes de ser lançada e foi tratada pela imprensa internacional como um “hino” de auto ajuda. Para atingir um público maior, “1-800-273-8255” também ganhou versos em espanhol cantados por Juanes.

21) “Todo Dia” – Pabllo Vittar & Rico Dalassam
Esqueça a treta! A gente quer falar de “Todo Dia” porque foi a partir daí que Pabllo Vittar começou a subir uma íngreme ladeira em direção ao estrelato em 2017. A música caiu na boca da galera durante o Carnaval com seus versos “eu não espero o carnaval chegar pra ser vadia / Sou todo dia, sou todo dia!”. O clipe da música rapidamente se transformou no mais visto de uma artista drag queen no mundo (superando RuPaul) e a faixa chegou ao Top 3 na parada Viral Global do Spotify. Que início, hein!

Escrito por Amanda Faia

ROCKline: Amy Lee revela que a nova faixa “Hi-Lo” do Evanescence foi escrita há dez anos

Britney Spears planeja anunciar turnê mundial após apresentação de Réveillon, afirma site