Foto: Reprodução/Instagram
in ,

Psicanalista explica porque os fãs interferem na vida dos famosos

Dr. Junior Silva ajuda a entender novas confusões envolvendo Whindersson Nunes e Luísa Sonza

Nos últimos dias, os nomes de Luísa Sonza e Whindersson Nunes voltaram a ser mencionadas no mesmo contexto por muitos internautas. Tudo porque a cantora resolveu apagar fotos e deixou de seguir seu ex-marido nas redes sociais. Por conta disto, o psicanalista Dr. Junior Silva fez uma análise especial e nos ajuda a entender o motivo dos fãs interferirem tanto na vida dos famosos que se separam.

Foto: Reprodução/Instagram

Vivemos uma época em que muitas pessoas, nas redes sociais, se acham no direito de julgar, cancelar, de xingar, ser machista e fazer comentários maldosos. Dar opiniões na vida de outros seja por ser um fã ou por apenas seguir a celebridade nas redes sociais.

“Se a gente pudesse fazer uma definição sobre a função de um padrinho de casamento, podemos afirmar as seguintes palavras: cuidar, ajudar e ser guardião daquela união. Quando um artista se casa, seu fã torna seu padrinho porque torce, gosta e quer ver o casal feliz e com isso ele se sente no direito de opinar, falar e até mesmo julgar”, aponta o psicanalista.

Dr. Junior explica que é inevitável o fã padrinho estar do lado de quem ele tem mais afinidade e isso faz amar um e odiar o outro e relembra outros episódios de separação marcantes e midiáticos:

LEIA MAIS:

> Luísa Sonza apaga fotos e deixa de seguir Whindersson Nunes

> Vitão manda indireta após declarações de Whindersson sobre Luísa Sonza

> Noiva de Whindersson faz post após polêmica com Luísa Sonza

Quando o Willian Bonner e Fatima Bernardes se separaram gerou uma comoção pelo Brasil todo. Os ‘fãs padrinhos’ não aceitaram a separação e até hoje tem pessoas que torcem pela volta do casal como se fosse uma escolha nossa e não do casal“, explica. “Quando Gustavo Lima e Andressa Suita se separaram, o Brasil não se conformou por idealização dos ‘fãs padrinhos’, uma família linda e perfeita e como todo padrinho se sente no direito de: cuidar, ajudar e ser guardião daquela união“, conclui.

Dr. Junior Silva (Foto: Arquivo pessoal)

Tal cuidado é visto como “prejudicial” e pode extrapolar todos os limites. “Muitos se sentem no direito de ameaçar, ofender, cancelar e até mesmo chegar ao limite extremo muitas vezes como temos visto no caso do Whindersson e Luiza nos últimos dias. Isso é extremamente prejudicial“, alerta o psicanalista.

Por fim, Dr. Junior deixa uma lição de aprendizado aos fãs. “Talvez precisemos aprender a amar o próximo e seu artista é respeitar suas escolhas independente de qual for. A celebridade é um ser humano que merece ter o direito de escolher seus melhores caminhos, mesmo que não venha preencher nossas expectativas“.

Curtiu esta matéria? Clique aqui para ler mais conteúdos do Oh My God! by POPline. Tem listas, curiosidades, virais, celebs, k-pop, reality shows e muito mais sobre cultura pop!

Escrito por Daiv Santos

Fenômeno mundial

BTS na Rolling Stone: A esperança de acabar com xenofobia

Gato Siamês

Ludmilla canta “Gato Siamês” para o “Conversa com Bial”