banner com link para rádio globo
(Foto: Instagram @ludmilla)
in ,

Ludmilla fala sobre a sensação de beijar uma menina pela 1ª vez em nova série

O “docu-reality” intitulado “Ludmilla – Rainha da Favela” estreia no dia 15 de novembro

A contagem regressiva para o lançamento da série documental Ludmilla – Rainha da Favela já começou e nesta quinta-feira (4) uma prévia quentíssima foi divulgada pelo Multishow. No spoiler, a cantora fala sobre a sensação de beijar uma menina pela 1ª vez. Hoje, ela é casada com a bailarina Brunna Gonçalves.

(Foto: Instagram @ludmilla)

Leia mais:

Ludmilla – Rainha da Favela” é um “docu-reality” que acompanhará os bastidores da vida da artista e empresária multifacetada. A estreia está marcada para o dia 15 de novembro e os exisódios serão exibidos na programação do canal, de segunda à sábado, após o “TVZ ao vivo“. Eles também serão disponibilizados no Globoplay nos dias seguintes às exibições na televisão.

A expectativa está bem grande e já está claro que, a partir do projeto, nós vamos conhecer ainda mais a Ludmilla, não só como artista, mas também como pessoa fora das câmeras. Na prévia, por exemplo, a cantora entrega uma curiosidade sobre seu passado.

“Quando eu beijei pela primeira vez uma menina eu fiquei: ‘Meus Deus, eu sou sapatão. Tô lascada’. Eu comecei a pensar, né. [Mas] ao mesmo tempo eu pensava: ‘Gente, foi muito bom’.”

Confira:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por POPline 🎧 (@portalpopline)

Ludmilla no ‘Mano a Mano’

Mano Brown bateu um papo com mais uma estrela na nova geração em seu podcast original do Spotify, o ‘Mano a Mano‘. No episódio que foi ao ar no fim de outubro na plataforma, o rapper conversou com a cantora Ludmilla sobre família, religião, música, identidade, carreira, origem e muito mais.

Refletindo sobre os diferentes gêneros musicais aos quais a carioca vem transitando na carreira, que vão do rap ao funk e do R&B ao pagode, Mano Brown destaca a importância da valorização das diferentes expressões artísticas. “Assim como o rap, que é uma música que vem do gueto, as pessoas acham que a gente aprende tudo na intuição, aprende na vagabundagem. Quando não tinha nada para fazer, aprendeu rap. E não é assim“, afirma Brown.

Ludmilla e Mano Brown. Foto: Jef Delgado/Spotify

Leia mais: 

Com mais de 5,9 milhões de ouvintes mensais no Spotify, Ludmilla é a primeira mulher negra a alcançar a marca de 1 bilhão de streams na plataforma aqui na América Latina. No papo, ela fala sobre a sua profunda relação com a música, que começou desde muito cedo em sua vida.

“Eu vivo e respiro música. Ninguém sabe disso, nunca falei isso em nenhuma entrevista. Mas, o tempo todo eu estou escutando música, compondo, pesquisando, escutando a história de alguém para me inspirar. É o tempo inteiro. Eu sou muito musical, eu amo o que eu faço”, comenta a artista.

Curtiu esta matéria? Clique aqui para ler mais conteúdos do Oh My God! by POPline. Tem listas, curiosidades, virais, celebs, k-pop, reality shows e muito mais sobre cultura pop!

Escrito por Daiv Santos

Charli XCX anuncia “CRASH”, seu novo álbum, para março

Dwayne Johnson vai parar de usar armas reais em filmes após tragédia em Rust

Dwayne Johnson vai parar de usar armas reais em filmes após tragédia em Rust