Foto: Divulgação
in ,

Lorde sobre Nova Zelândia: “tivemos 100 dias sem COVID-19”

Cantora Lorde está aliviada com a situação em seu país.

O mundo parou por conta da pandemia do COVID-19. As pessoas ficaram em suas próprias casas, em quarentena. Eventos com aglomeração foram cancelados. Depois de sofridos meses, a curva de novos casos e mortes caiu. Desde então, parece que as pessoas perderam o medo. De volta às ruas e aos eventos, os casos voltam a subir. Uma “segunda onda” já é evidente na Europa e já começa a se desenhar no Brasil. No entanto, não é o caso da Nova Zelândia, país onde a cantor Lorde nasceu e mora.

Na Nova Zelândia, a pandemia é considerada controlada. Em entrevista à Interview Magazine, Lorde falou sobre a situação do seu país. Que passou 100 dias sem casos, só com situações bem isoladas.

Lorde está feliz na Nova Zelândia
Foto: Billboard

Comparando com os Estados Unidos, ela disse: “Isso provavelmente não é realista, mas sinto que mais está sendo feito por aqui. Sinto que nosso governo é mais proativo em reconhecer que vivemos em um clima em rápida mudança e que a legislação deve refletir isso. As pessoas se preocupam na Nova Zelândia. Você não consegue não se preocupar quando você mora lá. Está em cada parte de quem somos e como vivemos. É a única coisa que importa. Não há nada menos legal do que não se preocupar com o meio ambiente na Nova Zelândia, o que eu adoro“, contou ela.

“Passamos 100 sólidos dias sem COVID. Foi uma boa corrida”, apontou ela.

O confinamento na Nova Zelândia foi severo, mas deu certo. “Os habitantes de Auckland e os neozelandeses se submeteram a um plano que funcionou duas vezes e venceram o vírus novamente“, disse Jacinda Ardern, primeira-ministra da Nova Zelândia.

Novo álbum

Atualmente, Lorde prepara seu terceiro álbum de estúdio, sucessor do “Melodrama” (2017). Ela não tem pressa, pois tem consciência que seu trabalho criativo demanda tempo e é como um vinho… Quanto mais tempo passa, melhor fica.

Em maio, a cantora declarou que estava bastante criativa durante a quarentena e que o próximo álbum viria, mesmo que demorasse. Na ocasião, ela ressaltou a importância de respeitar o tempo de seu processo criativo. “Você poderia ter algo de qualidade inferior muito mais rapidamente, mas à medida que a coisa de alta qualidade se concretiza, uma sensação de calor cresce dentro de você”, escreveu a cantora.

Ela ainda revelou que esperaria o momento certo para retomar com lançamentos já que estamos em meio a uma pandemia. “Eu quero tocar em festivais novamente – ouvindo minha música de introdução, assistindo a banda entrar no palco. Quero devastar. Quero ver uma enorme fila de vocês fora do meu hotel. Eu quero abraçar todos vocês e segurar suas mãos. Eu quero fazer entrevistas, falar sobre o disco repetidas vezes até que eu saiba do avesso“, disse Lorde.

 

Escrito por Caian Nunes

Taylor Swift melhor compositora

Taylor Swift é eleita a melhor compositora do ano no Apple Music Awards

RBD grande retorno

Nova música do RBD faz estreia no ranking do Spotify Brasil