in

Gravadora do BTS assume culpa e pede desculpas por recentes acontecimentos polêmicos envolvendo o grupo

Nos últimos dias, os meninos do grupo sul-coreano BTS se destacaram mais uma vez, mas agora de forma negativa, devido às escolhas de algumas peças de seus figurinos.

Atualmente no Japão com a sua “Love Yourself World Tour”, o grupo teve sua apresentação cancelada em um tradicional programa da TV japonesa após um dos integrantes, Jimin, aparecer com uma camisa onde podia-se ver a imagem do bombardeiro atômico à cidade de Hiroshima, fato que aconteceu na Segunda Guerra Mundial.

Depois disso, o grupo também foi criticado pelo uso de um chapéu com claras referências nazistas, considerado pelo Centro Simon Wiesenthal, grupo de luta pelos direitos humanos judeus, como um desrespeito ao passado. Além disso, em um show, os meninos também aparecem com bandeiras que também parecem inspiradas no nazismo.

Agora, depois de tudo isso, a gravadora do BTS, a Big Hit Entertainment, resolveu publicar um comunicado pedindo desculpas pelos recentes acontecimentos polêmicos envolvendo o grupo.

Confira o comunicado completo:

“Recentemente, vários problemas envolvendo o BTS, artista de nossa empresa, vêm aparecendo. O posicionamento da Big Hit nesses problemas são os seguintes:

1. No que nós investigamos sobre esses recentes problemas:
– O problema de nosso artista estar vestindo uma roupa com a imagem de uma bomba atômica
– O problema de um artista estar vestindo um chapéu com um símbolo nazista durante uma sessão de fotos na Coreia
– O problema de um artista ter sido falado que está associado com uma bandeira com um símbolo que lembra o dos nazistas

2. O posicionamento oficial da Big Hit nos problemas acima é o seguinte:
– Nós gostaríamos de esclarecer que todos os artistas e equipes da Big Hit, incluindo o BTS, não considera leve a guerra ou a bomba atômica. Nós somos contra essas coisas e nós não tivemos nenhuma intenção de magoar aqueles que foram vítimas das bombas atômicas. Nós continuaremos em não ter tais intenções.
– Nós também gostaríamos de esclarecer que todos os artistas e equipes da Big Hit, incluindo o BTS, não consideram leves os nazistas ou qualquer outro grupo que promove ideais ou tolitarismoo ou extremismo. Somos contra essas coisas, nós não temos nenhuma intenção de magoar aqueles que foram afetados pela história de grupos como esse, e nós continuaremos em não ter tais intenções.

3. Nós gostaríamos de nos desculpar pelos problemas mencionados acima
– Em relação à roupa com a imagem da bomba atômica, não não tínhamos tais intenções. Apesar da roupa não ter a intenção de machucar aqueles que foram vítimas da bomba atômica, aqueles envolvidos não fizeram uma pesquisa apropriada antes dos artistas vestirem a roupa, o que foi não-intencionalmente doloroso para as vítimas da bomba atômica. Por isso e para aqueles que ficaram incomodados com a imagem, nós sinceramente pedimos desculpas.
– Em relação à sessão de fotos passada onde um artista usou um chapéu com um símbolo nazista. Não tínhamos tais intenções. Naquele dia, todas as roupas e acessórios foram fornecidos pela empresa da mídia e aqueles envolvidos não fizeram uma pesquisa apropriada antes. O artista usou sim o item, o que foi não-intencionalmente doloroso para aqueles afetados pelos nazistas no passado. Por isso e por aqueles que se sentiram desconfortáveis vendo a imagem relacionada aos nazistas, nós sinceramente pedimos desculpas.
– Entretanto, a culpa nos problemas acima está na empresa dos artistas, a Big Hit, que não fez o seu papel. Nós gostaríamos de esclarecer enfaticamente que os artistas da empresa não têm responsabilidade ou relação nos problemas acima.

4. Gostaríamos de oferecer a seguinte explicação em relação ao show passado
– O show, que foi para o aniversário de 2017 do lendário artista Seo Taiji, incluiu uma cena como parte do palco “Ideia de Sala de Aula”, que inclui uma mensagem criticando o sistema de uniformes educacionais.
– A bandeira e a imagem são peças de arte totalmente sem relação com os nazistas e a performance foi feita para criticar um sistema educacional de uniforme e tolitarismo.
– A ideia de que essa performance foi em qualquer parte feita para replicar o Nazismo é completamente falsa, e do contrário, deve ser analisada por incluir elementos criativos que criticavam exatamente esse tipo de tolitarismo.”

Finalizando, a Big Hit Entertainment confirma que irá entrar em contato com as associações japonesa e coreanas da bomba atômica e com o Centro Simon Wiesenthal para oferecer suas sinceras desculpas e mais explicações sobre os incidentes.

Escrito por Kavad Medeiros

ROCKline: Joe Perry tranquiliza fãs após passar mal em bastidores de show

Katy Perry aparece em bastidores de novo projeto e fãs já esperam que seja para o novo clipe