Grammy marca data de anúncio dos nomeados
PHOTO: JATHAN CAMPBELL
in ,

Grammy marca data de anúncio dos nomeados

Premiação vai ao ar em 31 de janeiro.

O Grammy continua sendo a premiação de maior prestígio do mundo da música, apesar de todas as controvérsias. Levar um troféu em formato de gramofone é a consolidação de toda carreira, algo muito desejado. Em 2022, a data da grande cerimônia já tem data para acontecer: 31 de janeiro. Mas antes, temos que saber os nomeados, não é mesmo? Agora temos data!

Grammy marca data de anúncio dos nomeados
Foto: Recording Academy

A Recording Academy, responsável pelo Grammy, divulgou um calendários dos próximos acontecimentos. Os nomeados serão anunciados no dia 23 de novembro. Eles foram definidos por quem faz parte da banca da premiação, geralmente profissionais que estão envolvidos no mundo da música. Só serão permitidos álbuns e músicas lançadas até 30 de setembro – os lançamentos posteriores ficam para a edição de 2023.

Logo depois do anúncio, haverá a votação final entre a bancada da academia, acontecendo entre os dias 9 de dezembro e 5 de janeiro. Só então os vencedores serão definidos.

Veja o calendário do Grammy:

Período de Elegibilidade: 1º/092020 – 30/09/2021

Primeira parte da votação: 22/10 – 05/11

Anúncio dos nomeados: 23/11

Fase final da votação: 06/12 – 05/01

Grammy Awards: 31/01

Os detalhes como performances e apresentadores serão divulgados quando a cerimônia estiver se aproximando.

Leia Mais:

Grammy vai ser mais inclusivo

A Recording Academy está decidida a incorporar um piloto de inclusão nos contratos de contratação para o próximo Grammy Awards, marcado para 31 de janeiro, no Staples Center, em Los Angeles. Isso tornaria o Grammy o primeiro grande programa de premiação a se comprometer publicamente com tal cláusula de “Inclusion Rider”, que ganhou notoriedade depois do discurso da atriz Frances McDormand, durante o Oscar de 2018.

De acordo com a Billboard, a ação será em colaboração com a organização Color of Change, que auxiliará no piloto de inclusão pela Academia tem como objetivo criar uma cerimônia de premiação mais diversificada por meio da implementação de práticas de recrutamento e contratação mais equitativas.

O piloto de inclusão será adicionado como um adendo aos contratos entre a Recording Academy e a Fulwell 73 Productions, a produtora do Grammy. O objetivo do piloto de inclusão é “envidar todos os esforços para recrutar, fazer um teste, entrevistar e contratar pessoas no palco e fora dele que foram histórica e sistematicamente excluídas da indústria”, de acordo com um comunicado à imprensa.

Enquanto o Grammy continua pressionando pela diversidade dentro de sua organização e no palco, o CEO Harvey Mason Jr. diz que espera que outras organizações façam o mesmo.

“Estamos honrados em trabalhar com Color Of Change como co-autores do piloto de inclusão, enquanto damos este passo monumental para garantir padrões equitativos da indústria que apoiem ​​uma comunidade musical mais diversa e inclusiva”, disse ele em um comunicado.

“À medida que a Academia continua sua jornada de transformação, diversificar nossa indústria está no centro de todas as decisões que tomamos. Estamos empenhados em promover um ambiente de inclusão em toda a indústria e esperamos que nossos esforços sirvam de exemplo para nossos colegas na comunidade musical”, completa.

Escrito por Caian Nunes

Spotify lança campanha de valorização à cultura preta no Brasil

Confinado em “A Fazenda 13”, MC Gui não sabe que primo desapareceu