TAKEDOWN
Foto: Lucas Canuto
in ,

Francinne está mais forte e pop do que nunca em “Takedown”

Assista ao novo clipe da Francinne!

Francinne está recomeçando com toda a força lançado o EP “Takedown“, produzido pela HITMAKER, sendo que a música carro chefe é o single principal. O clipe saiu nesta sexta-feira (26) e mostra muito poder!

TAKEDOWN
Foto: Lucas Canuto

Toda a essência da cantora está presente nesse projeto. Gravado em um galpão no Rio de Janeiro, os fãs podem esperar cenas de te deixar de boca aberta, com coreografia, visuais fortes e com a mensagem da libertação e empoderamento – afinal, é isso que ela está passando em sua vida pessoal. A direção é de Kenny Kanashiro e Direção Criativa de Felipe Garcia.

Assista ao novo clipe da Francinne:

O clipe de Francinne, apesar de ter estreado ao meio-dia desta sexta-feira (26), poucas horas depois sofreu com uma contestação de direitos autorais feita pela sua antiga gravadora, a Massiva Music, e acabou saindo do ar.

A Massiva Music é a empresa do produtor Mister Jam, ex-marido e empresário de Francinne. Os dois romperam relações em 2020, com trocas de acusações públicas, e ela agora trabalha de forma independente, sem nenhum vínculo com ele. Todo o trabalho desenvolvido por Francinne na época da parceria com Mister Jam foi retirado do ar por ele. Desta vez, porém, a cantora afirma que Mister Jam não tem nenhum direito sob a letra, a produção ou as imagens de “Takedown”.

Ivan Marques, advogado de Mister Jam, alega que houve um engano. Segundo ele, um funcionário da Massiva Music, chamado Marcelo Oliveira, pediu a retirada do clipe equivocadamente e será afastado da empresa. Ivan Marques afirma que a Massiva Music já solicitou o “takeback” do clipe e que isso não voltará a acontecer.

Manifesto da Francinne

Ao lançar esse projeto, Francinne escreveu um manifesto sobre o que está passando e o que o EP “Takedown” significa para ela e sua carreira. Leia na íntegra:

” A palavra ‘Takedown’ é uma expressão que carrega muitos significados e esse projeto é sobre ressignificação.

 Todos nós sofremos ‘takedowns’ ao longo da vida. No trabalho, na vida pessoal, em relacionamentos amorosos, amizades. Nossos sonhos e nossas expectativas, na maior parte das vezes, são derrubados por fatores que fogem ao nosso controle.

 Nós vivemos em uma sociedade programada para derrubar algumas pessoas. Que automaticamente desconsidera, silencia e oprime grupos que são diferentes ou aqueles que não seguem o que foi estabelecido por forças que se acham superiores. Todos nós somos programados para derrubar alguém e a sociedade é programada para nos derrubar.

 Quando eu digo que esse projeto é sobre ressignificação é exatamente sobre isso. O que fazemos quando estamos no chão? Quando estamos amarrados? Quando somos silenciados? ‘Takedown’, é sobre dar um contra golpe. Não necessariamente em uma pessoa, mas neste sistema. É sobre se levantar e ajudar o outro a se levantar também. É sobre somar e não subtrair. Sobre se desconstruir e evoluir.

 É sobre se empoderar da sua verdade, sobre não se encaixar no que alguém espera de você, mas ser livre para ser quem você quiser. É sobre levantar e tentar de novo e de novo e quantas vezes for preciso. É sobre dizer pra quem quis te derrubar, que o seu lugar não é no chão nem aos pés de ninguém.

TAKEDOWN
Foto: Lucas Canuto

Esse EP é o meu projeto mais pessoal até hoje. Musicalmente, essa é a Francinne mais pura que vocês já ouviram. Esse é o pop que sempre me inspirou a ser artista e mesmo que alguns digam que eu estou indo “contra as tendências do momento” é aqui que está a minha verdade e isso é o mais importante pra mim nesse momento. 

 Em termos de composição, este também é o meu projeto de maior entrega. Eu cavei fundo nos meus sentimentos e na minha história para inspirar a criação dessas músicas. Colaborei com músicos e compositores que entenderam a minha visão e estavam em total sintonia comigo.

 Também me inspirei em dezenas, centenas de histórias que recebi de outras pessoas. Histórias que me deram força e me inspiraram a criar esse conjunto de canções, que não são apenas sobre mim, são sobre todos nós. Cada um vai entender ‘takedown’ de uma maneira, cada pessoa sofreu um ‘takedown’ diferente em sua vida e o meu objetivo é dar as mãos e voz a todas essas pessoas.

 Esse projeto é sobre reflexão. Se você se viu de qualquer um dos lados dessa moeda, se a minha música te fizer dançar, mas também refletir sobre quem você é e quem você quer ser, então este projeto cumpriu o seu propósito.

 Se eu conseguir me divertir e ao mesmo tempo empoderar alguém com a minha arte, então eu fiz o meu trabalho.

Espero que esse projeto te ajude a encontrar sua força. Força para lutar de volta e reescrever a sua história.

 Obrigada a todos que tornaram ‘Takedown’ possível”.

Francinne.”

Escrito por Caian Nunes

Álbum "Gorillaz" completa 20 anos, conheça a sua influência na indústria musical

Gorillaz celebra 20 anos do primeiro álbum; relembre sucessos

Integrantes do Now United apontam a pessoa mais desastrado do grupo