(Foto: Globo)
in ,

Douglas Silva quase desistiu do BBB22 por causa do Jogo da Discórdia

Ator só não deixou o programa por conta da sua família

Douglas Silva ficou em terceiro lugar no BBB22, mas foi por pouco que o ator não desistiu do programa. Em recente entrevista, o ex-BBB contou que pensou em largar o reality show por volta da terceira semana. O motivo? O Jogo da Discórdia. Apesar de ser um momento divertido para o telespectador, era uma das piores situações para DG.

IZA libera teaser com Douglas Silva para o single “Fé”

Foto: Globo/João Cota

LEIA MAIS:

Durante sua participação no “Flow Podcast“, DG contou que só não deixou a 22ª temporada do Big Brother Brasil por conta da sua família. Mas, na terceira semana, após um Jogo da Discórdia, o ator refletiu bastante e se perguntou diversas vezes se precisava passar por aquele tipo de situação.

Eu mesmo, na terceira semana, pensei em apertar o botão. Pensei: ‘Não tenho que estar passando por essa porr*, não’. Depois do Jogo da Discórdia, eu estava, tipo, muito muito mal. Eu pensei que não tinha o por quê de estar passando por aquilo ali“, contou DG.

LEIA MAIS:

No entanto, ao pensar na família, o camarote logo mudou de ideia. “Só que vinha muito na minha cabeça: ‘Cara, eu não vim aqui só por mim, eu combinei lá em casa, fiz um acordo com a minha esposa, com a minha família. Então estou aqui por eles também. Não, vou aturar essa porr* aqui. Engole aí e vambora“, completou.

Ainda durante o podcast, DG classificou o Jogo da Discórdia como o pior momento do Big Brother Brasil, mais do que a votação. Pelo visto, os barracos gerados pelo dinâmica do BBB22 só eram divertidos para o público, né? De qualquer forma, o importante agora é que já passou e Douglas não tem com o que se preocupar.

Curtiu esta matéria? Clique aqui para ler mais conteúdos do Oh My God! by POPline. Tem listas, curiosidades, virais, celebs, k-pop, reality shows e muito mais sobre cultura pop!

Escrito por Victor Viana

Sadie Sink, de "Stranger Things", elogia Taylor Swift como diretora

Sadie Sink, de “Stranger Things”, elogia Taylor Swift como diretora

Opinião: A Cultura do cancelamento – Desinformação, fake news e radicalismo político