in ,

Demi Lovato e ex namorado dublam o mesmo filme para a Netflix

“Charming” também conta com dublagens de Avril Lavigne, Ashley Tisdale e Sia

Demi Lovato está dividindo a atenção do publico de “Charming” com o seu ex-namorado, Wilmer Valderrama ou, ao menos, com a voz dele. O antigo casal está dublando personagens da nova animação da Netflix, que estreou nesta sexta-feira (08/01) nos Estados Unidos.

Enquanto Wilmer da voz ao personagem principal, o Príncipe Encantado, Demi é a responsável por Lenore, que solicita um pagamento ao rei para encontrar um verdadeiro amor para o príncipe. Além deles, Avril Lavigne, Ashley Tisdale e Sia também compõem o time de dubladores.

Valderrama agradeceu a todos os seus parceiros de elenco ao publicar o trailer oficial da animação, que ainda não tem data de estreia no Brasil:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Wilmer Valderrama (@wilmervalderrama)

A relação de Demi e Wilmer

O casal ficou junto por cerca de seis anos, entre idas e vindas. Em 2016, eles anunciaram a separação, mas continuaram amigos. O ator teve um papel importante na vida da cantora e a ajudou na luta pela sobriedade. Ele foi uma das poucas pessoas que tiveram acesso a Demi após a sua internação por overdose em 2018.

Quando Demi e Wilmer terminaram, a cantora explicou que o motivo era justamente esse: haviam percebido que tinham se tornado mais amigos do que amantes. No momento de recuperação, a amizade foi muito importante. Wilmer também a visitou na clínica de reabilitação.

No início de 2020, Valderrama pediu a mão da modelo Amanda Pacheco em casamento.

Demi está mais política

Demi Lovato anda muita política e está abordando tais temas em suas músicas. Um exemplo recente foi a faixa “Commander In Chief”, que é uma crítica ao governo de Donald Trump, incentivando que o público vote nas eleições presidenciais – por lá não é obrigatório. Pelo que parece, vai ter uma outra música nessa mesma pegada. Ela vai canalizar sua raiva e frustração após os acontecidos nos Estados Unidos no último dia 06.

Estava acontecendo uma reunião no congresso que definiria, de uma vez por todas, a derrota de Donald Trump e a vitória do novo presidente, Joe Biden. Sem aceitar o fato, o próprio derrotado incentivou e seus apoiadores invadiram o Capitólio, na capital Washington. O que se viu foi uma afronta à democracia e vários artistas mostraram revolta contra o ataque.

Demi Lovato vai escrever música

Demi Lovato polêmica nos Estados Unidos
Foto: Self Magazine / Reprodução

Demi Lovato também se pronunciou, mas disse que vai além… Ela vai usar toda essa revolta com os acontecimentos para escrever uma música, seguindo os passos de “Commander In Chief“. Leia o que ela escreveu.

Meu coração está quebrado. Fico muito triste em acreditar como fui ingênua ao pensar que isso não poderia acontecer, mas aconteceu. Aqui estamos. Para todos em meus comentários dizendo ‘onde está o D7’ (novo álbum) ou querendo que eu cante em vez de falar sobre o que precisa mudar neste país… É por isso que eu vou postar o quanto eu puder. É por isso que eu me importo. ISSO NÃO PODE MAIS ACONTECER! Estou com raiva, constrangida e envergonhada“, diz.

 

Escrito por Douglas Françoza

Xamã e outros rappers ganham cliques poderosos de Mario Testino

Zezinho, vocalista do grupo Carrapicho, está internado e entubado com Covid-19