homofobia
Foto: Getty Images
in

DaBaby debocha de cancelamento: “f**a-se o rap”

Rapper teve falas homofóbicas e sorofóbicas.

DaBaby sabe que foi cancelado e não tem feito nada pela reverter a situação. Pelo contrário, ele faz deboche! O rapper foi muito criticado após falas homofóbicas e sorofóbicas em shows. Depois, toda vez que ele tentava consertar, a situação piorava. Assim, ele acabou acabando o pedido de desculpas que não colou.

homofobia e sorofobia
Foto: Getty Images

Semanas depois do acontecido e te ter sido retirado de uma série de festivais, DaBaby faz deboche com a situação. Em vídeo, ele aparece segurando sua filha no colo e cantando uma música de R&B. Ele escreveu como se fosse a criança falando: “Eles cancelaram você papai, estou mudando para R&B, foda-se o rap“, soltou, com um emoji de risada. Parece que um assunto sério virou piada!

Assista ao vídeo:

DaBaby era um dos maiores nomes do rap dos últimos anos. Emplacou o hit “Rockstar” em primeiro lugar na parada Billboard Hot 100, a principal dos Estados Unidos. Com essa visibilidade, chegou a ser convidados para parcerias no pop, incluindo “My Oh My“, com Camila Cabello, e “Levitating“, com Dua Lipa.

VMA 2021 exclui DaBaby e indica versão solo de “Levitating”

A MTV divulgou a lista de indicados ao VMA 2021 nesta quarta (11/8) e fez questão de deixar o rapper DaBaby de fora. O single “Levitating”, da Dua Lipa, concorre na categoria Música do Ano em sua versão solo, embora a versão que tenha explodido nos Estados Unidos seja o remix com DaBaby.

Levitating, da Dua Lipa com participação dele, chegou ao 2º lugar na Billboard Hot 100 e seu clipe acumula 327 milhões de visualizações. Como não existe clipe para a versão solo da música, “Levitating” não apareceu em mais categorias. Seria um título forte para, pelo menos, Melhor Colaboração.

A decisão da MTV de deixar DaBaby de fora de sua premiação reflete os casos recentes de homofobia e sorofobia protagonizados pelo rapper. DaBaby discriminou gays e portadores de HIV, chamando-os inclusive de “nojentos”, tanto em um show quanto em postagens posteriores no Instagram.

A polêmica provavelmente vai atrapalhá-lo na temporada de premiações – não só no VMA. No início do ano, DaBaby concorreu a quatro Grammys e ganhou dois Billboard Music Awards por “Rockstar”, por exemplo. Ele vinha com sucesso crescente antes das declarações problemáticas.

Escrito por Caian Nunes

Curadoras do Festival Sarará buscam equidade feminina nos palcos

Silentó, do hit “Watch Me (Whip/Nae Nae)”, é indiciado por assassinato