Caso DaBaby: fãs pressionam Anitta e Dua Lipa por posicionamento
(Foto: Divulgação)
in ,

Caso DaBaby: fãs pressionam Anitta e Dua Lipa por posicionamento

Alguns fãs pedem que remixes parem de ser trabalhados e sejam até deletados das plataformas.

DaBaby fez discursos homofóbicos e sorofóbicos – discriminando gays e portadores de HIV+ – tanto em um show em Miami quanto no Instagram nesta semana. Ele tem músicas com duas popstars queridas do público gay: Anitta e Dua Lipa. Fãs agora cobram ambas por algum posicionamento.

É possível encontrar mensagens para as duas nas redes sociais. DaBaby foi a escolha tanto de Anitta quanto de Dua Lipa para os remixes de, respectivamente, “Girl From Rio” e “Levitating”. A versão de “Levitating” com ele, inclusive, já alcançou o 2º lugar na Billboard Hot 100 e está em 3º nesta semana.

Leia mais:

Obviamente, as parcerias aconteceram antes das falas controversas de DaBaby e as duas cantoras não têm nada a ver com isso. Apesar disso, o público delas espera por algum acolhimento e reafirmação de seus ideais. Alguns pedem também que elas parem de trabalhar esses remixes e que eles até sejam deletados das plataformas.

Veja a repercussão no Twitter:

Não está entendendo nada?

Durante um show no Rolling Loud Festival, em Miami, no domingo (25/7), DaBaby falou: “se você não apareceu hoje com HIV, AIDS ou qualquer uma dessas doenças sexualmente transmissíveis, ligue a lanterna do seu celular. Rapazes, se vocês não estão chupando um pau no estacionamento, liguem a lanterna do seu celular”.

A discriminação repercutiu muito. Na segunda-feira, o rapper T.I. saiu em defesa de DaBaby, em outra demonstração controversa. “Se Lil Nas X pode empurrar as bostas dele em paz, DaBaby também deveria poder #igualdade”, escreveu no Instagram.

Dababy leva sapatada na cara
Foto: Rich Fury/Getty Images

Em seguida, DaBaby apareceu no Instagram para se explicar. Disse que sua performance no show foi distorcida e avaliada fora de contexto em um vídeo de seis segundos. Mas voltou a fazer um discurso discriminador.

“Mesmo meus fãs gays, eles não têm a porr* da AIDS, seus idiotas. Eles não têm AIDS. Meus fãs gays se cuidam. Eles evitam isso. Não são gays nojentos. Não são viciados. Meus fãs gays têm classe. Eles não são babacas em um estacionamento. Você tem que pegar um quarto. Um bom, em um hotel cinco estrelas. Até meus fãs gays têm padrões”, disparou.

Escrito por Redação POPLine

Novo álbum do Slash será o primeiro lançamento da Gibson Records

shows em 2022

Festival Sarará anuncia data para 2022 com Pabllo Vittar e mais!