Bad Bunny sem lançar álbum, artista é o mais ouvido do Spotify
Bad Bunny ganha prêmio de "artista favorito do ano" do AMA em 2021. Foto: Amy Sussman/Getty Images
in ,

Bad Bunny: sem lançar álbum, artista é o mais ouvido do Spotify

Com estratégia voltada para Singles, Bad Bunny é o mais ouvido do Spotify pelo segundo ano consecutivo

O cantor Bad Bunny é o artista mais ouvido do Spotify pelo segundo ano consecutivo, mas, um detalhe chama a atenção: sem lançar um álbum. Com a estratégia voltada para singles em 2021, sem último álbum “El Último Tour Del Mundo”, com 16 faixas, foi lançado em 2020. O destaque de Bad Bunny reflete a realidade do consumo musical em escala global.

Como escolher o melhor dia para lançar uma música?

Se por um lado, os olhares da indústria musical voltaram para os acordos bilionários nos Catálogos Musicais, a tática de lançamento de singles também permanece muito bem. Analisando o caso de Bad Bunny, por exemplo, o artista possui mais de 43 milhões de ouvintes mensais no Spotify e mais de 40 milhões de seguidores na plataforma. Os principais locais que ouvem o artista são: Cidade do México (México), Santiago (Chile), Buenos Aires (Argentina), Madrid (Espanha) e Lima (Peru).

Para as plataformas digitais como o Spotify, por exemplo, o lançamento de singles é ótimo por manter a regularidade do algoritmo e as possíveis entradas nas famosas Playlists Editoriais e Bad Bunny parece seguir as melhores práticas para manter a sua popularidade. Acessando o seu perfil no Spotify, o artista lançou 7 singles este ano, sendo o último deles a faixa “Lo Siento BB:/”, em parceria com Tainy e Julieta Venegas, que estreou em outubro e já acumula os expressivos 144 milhões de streams.

Bad Bunny sem lançar álbum, artista é o mais ouvido do Spotify
Bad Bunny ganha prêmio de “artista favorito do ano” do AMA em 2021. Foto: Amy Sussman/Getty Images

No entanto, aos amantes dos catálogos musicais e álbuns, o destaque de Bad Bunny não indica que os álbuns deixaram de ser produzidos ou que “não são valorizados na era digital”. Para a cantora Adele, por exemplo, o processo criativo de um álbum deve ser mantido a ponto de pedir para que o Spotify retirasse o recurso de “reprodução aleatória” e a plataforma seguiu sua solicitação. Em tempo, “30” de Adele teve a melhor estreia de álbum do ano.

A pedido de Adele, Spotify retira opção “ordem aleatória” dos álbuns

Através do entendimento do público-alvo de cada artista e do seu objetivo com o trabalho artístico, para a “melhor estratégia musical” não há fórmulas. A indústria musical de 2021 apontou diversos caminhos e o caso de Bad Bunny, com lançamento de singles que possuem, em média, 3 minutos cada; traz insights sobre um determinado gênero musical e artista, mas, não são uma regra.

Retrospectiva 2021 do Spotify

Na última quarta-feira (1), o Spotify divulgou os rankings dos principais artistas, álbuns, músicas, playlists e podcasts dos criadores que ajudaram fazer a trilha sonora do ano para mais de 381 milhões de usuários em todo o mundo em 2021. Além disso, a plataforma lançou a sua experiência de usuário personalizada de retrospectiva que os usuários adoram compartilhar.

No Brasil, o destaque de 2021 é a Top Brasil, maior playlist do Spotify no País, posto que alcançou este ano ao ultrapassar a marca de mais de 6 milhões de seguidores. E sabe quem foi o artista brasileiro mais ouvido do ano? O nome já mostra que eles são os reis do piseiro: Os Barões da Pisadinha.

Israel & Rodolffo e Os Barões da Pisadinha
Israel & Rodolffo e Os Barões da Pisadinha | Fotos: Divulgação

A música mais ouvida foi “Batom de Cereja”, da dupla Israel & Rodolffo – que também está no pódio do YouTube. Entre as artistas femininas, quem ocupa o primeiro lugar da lista é ela, a “rainha da sofrência”, Marília Mendonça, artista que se foi precocemente em 2021 e segue na lista de preferência se mantendo presente entre os ouvintes. Ela vem seguida por Maiara & Maraísa e Luísa Sonza nas segunda e terceira posições, respectivamente.

Confira o relatório do Spotify 2021 na íntegra, acessando aqui.

Escrito por Láisa Naiane

Clássico natalino de Mariah Carey chega em 1 bilhão de reproduções no Spotify

Um mês após a morte de Marília Mendonça, fãs e amigos homenageiam cantora