Adele. Foto: Reprodução de vídeo
in ,

Adele emociona ao lançar clipe delicado de “Easy On Me”; veja!

Música marca o retorno da cantora, após um hiato de seis anos desde o lançamento de “25”

Um dos retornos mais aguardados da indústria da música, finalmente, aconteceu! Após um hiato de seis anos, desde o lançamento do “25”, Adele mostrou toda sua força e romantismo com a estreia de “Easy On Me“, que chegou em todas as plataformas de stream nesta quinta-feira (14). Servindo tudo o que a gente mais gosta, a cantora britânica ainda chegou com um clipe super deliciado.

Adele. Foto: Reprodução de vídeo

Leia Mais: 

Como o álbum reflete os altos e baixos do divórcio da cantora, Adele entoa os versos: “Não tem ouro neste rio; Que eu lavo minhas mãos há muito tempo; Sei que há esperança nessas águas; Mas não consigo me obrigar a nadar e estou me afogando neste silêncio“, canta. Assista!

O clipe foi inicialmente gravado todo em preto e branco, trazendo dramaticidade para a faixa, até ue as cores tomam conta do cenário, dando o tom de superação. Adele reflete sobre não estar se sentindo segura numa determinada relação, e, a partir daí, entra em seu carro e pega a estrada, numa metáfora de libertação. Os vocais, como não poderiam ser diferentes, trazem a estrela em ótima fase, dando continuidade ao seu legada de delicadeza na música.

Foto: Divulgação

E este é só o início de sua nova era. Nesta quarta-feira (13), Adele confirmou o que todo mundo estava esperando! O álbum “30”, o quarto de sua carreira, vai ser lançado mesmo no dia 19 de novembro. Para o anúncio, a estrela escreveu uma carta para explicar o que o disco significa para ela. A cantora diz que compor foi uma maneira de se recuperar de um dos momentos mais difíceis da sua vida – o divórcio.

Adele. Foto: Reprodução de vídeo

Junto, a cantora postou uma foto que deve ser a capa do álbum. Veja:

 

View this post on Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Adele (@adele)

Leia a carta na íntegra:

“30

Eu certamente não estava nem perto de onde esperava estar quando comecei a criar este álbum, quase 3 anos atrás. Muito pelo contrário, na verdade. Confio na rotina e na consistência para me sentir segura, sempre me senti. E, no entanto, lá estava eu ​​conscientemente – até de bom grado, me jogando em um labirinto de confusão absoluta e turbulência interior!

Aprendi muitas verdades incontornáveis ​​sobre mim mesma ao longo do caminho. Eu derrubei muitas camadas, mas também me envolvi em novas. Descobri mentalidades genuinamente úteis e saudáveis ​​para liderar e sinto que finalmente encontrei meus sentimentos novamente. Eu diria que nunca me senti tanto em paz na minha vida.

E então, estou pronta para finalmente lançar este álbum.

Era meu tudo ou nada durante o período mais turbulento da minha vida. Quando eu estava escrevendo, isso foi meu amigo que veio com uma garrafa de vinho e uma comida para me animar. Meu sábio amigo que sempre dá os melhores conselhos. Sem esquecer aquele que é selvagem e diz ‘é o seu Saturno que retorna, garotas, foda-se, você só vive uma vez’. O amigo que ficava acordado a noite toda e apenas segurava minha mão enquanto eu chorava implacavelmente sem saber por quê. O amigo do tipo ‘levante-se’, que me pegaria e me levaria a algum lugar que eu disse que não queria ir, mas só queria me tirar de casa para tomar um pouco de vitamina D. Aquele amigo que entrou sorrateiramente e deixou uma revista com uma máscara facial e alguns sais de banho para me fazer sentir amada, enquanto inadvertidamente me lembrando não apenas em que mês realmente era, mas que provavelmente eu deveria exercer algum autocuidado!

E então aquele amigo que não importa o que aconteça, me checou mesmo que eu tivesse parado de checar com eles porque eu estava tão consumido por minha própria dor. Eu reconstruí meticulosamente minha casa e meu coração desde então e este álbum narra isso.
Casa é onde o coração está”.

Foto: Divulgação

Escrito por Leonardo Rocha

Lil Nas X: single "Montero" quebra recorde no Spotify

Lil Nas X é o rapper masculino com mais ouvintes mensais no Spotify

Duda Beat e Dilsinho cantam “Diferença Mara”, de Juliette; confira