in ,

Xuxa desabafa sobre preconceitos que sofreu na carreira: “me chamaram de puta e interesseira”

Xuxa promete doar renda de livro infantil LGBTQIA+ para ONG evangélica
Xuxa escreveu desabafo e falou sobre preconceitos que enfrentou na vida (Foto: Blad Meneghel)

Xuxa Meneghel escreveu um desabafo em sua coluna na revista Vogue onde enumerou uma série de preconceitos que sofreu ao longo de sua carreira no mundo do entretenimento.

Aos 17 anos, quando começou a namorar o rei do futebol, Pelé, ela conta que foi quando descobriu a maldade real das pessoas.

“Fui chamada de puta, interesseira que queria aparecer às custas de um rico famoso, garota de programa de luxo e muitos outros nomes”, lembra a apresentadora.

No seu depoimento, Xuxa diz que o preconceito é algo que ela sofreu desde que se entende por gente. “Quando cheguei ao Rio, eu era chamada de interiorana. Depois, quando comecei a trabalhar, me chamavam de suburbana”, conta.

LEIA MAIS

>>> “Soco, Bate, Vira”: Música de Xuxa vira febre entre TikTokers gringos
>>> Xuxa apoia atitude de Felipe Neto em favor da Natura e sofre hate nas redes sociais
>>> Xuxa anuncia lançamento de livro infantil com temática LGBTQIA+: “O amor é mais importante”

Já com 20 anos, quando comecei a trabalhar para crianças, ela lembra que foi taxada de “loira burra, despreparada”. “Disseram que eu tinha relações com as Paquitas, com minha diretora e que eu não poderia trabalhar com o público infantil”, recorda.

Os relacionamento de Xuxa sempre foram motivo de curiosidade de boa parte da imprensa e do público. Quando anunciou o namoro com Ayrton Senna, “diziam que era um relacionamento de fachada”, comentou ela.

Ao longo do relato, a apresentadora lembra ainda quando o então ministro da Saúde, José Serra (PSDB-SP) lhe classificou como um “mau exemplo”.

“Será que trabalhar muito, ter uma conta bancaria alta, ser uma mulher independente, resolver ter filho aos 35 anos, cuidar da saúde, não fumar, não beber, são maus exemplos?”, questionou ironicamente.

O relato da eterna rainha dos baixinhos foi motivado pelas críticas que a apresentadora tem recebido por escrever um livro infantil no qual a personagem tem duas mães.

Xuxa doará renda de livro com temática LGBTQIA+ para ONG evangélica

Xuxa anuncia lançamento de livro infantil com temática LGBTQIA+: "O amor é mais importante". Foto: Blad Meneghel
Xuxa anuncia lançamento de livro infantil com temática LGBTQIA+: “O amor é mais importante”. Foto: Blad Meneghel

Xuxa está a todo vapor! A apresentadora, que encerrá a carreira de cantora em 2021, contou que está se dedicando a novos projetos em entrevista ao “Otalab“. Um deles é o de escritora. Xuxa explicou que um dos seus livros será para crianças e terá a temática LGBTQIA+.

“Tem um (dos livros), que é o meu xodó, que é a história da Maia. Uma menina arco-íris, que tem duas mães, que é minha afilhada. Fiz esse livro pensando em tudo o que a gente está passando, tanto preconceito, tanta discriminação, tanta gente julgando as pessoas pelas suas escolhas, condições ou vontades“, contou.

Depois do anúncio, a loira revelou que pretende doar toda a renda arrecadada com seu livro para caridade. Parte do dinheiro irá para a ONG evangélica Aldeia Nissi, que cuida de crianças, adolescentes e idosos. Outra parte irá para santuários brasileiros que resgatam animais machucados.

Escrito por Victor Arris

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dua Lipa fala sobre o “Club Future Nostalgia” e é anunciada como apresentadora convidada de programa de TV

Marília Mendonça sai em defesa de motoboy vítima de racismo