Arnaud de Puyfontaine, CEO da Vivendi. Foto: Divulgação/Vivendi
in

Universal Music se prepara para abrir capital na Bolsa de Valores até começo de 2022

A Vivendi, controladora da Universal Music Group (UMG), anunciou nesta sexta-feira (29) que concluiu a venda de mais 10% do capital da major para o consórcio liderado pela gigante chinesa Tencent, conforme o POPline.Biz é Mundo da Música havia anunciado no final do ano passado.

Após o sucesso deste importante acordo estratégico, a empresa francesa segue com seu plano de vender participações minoritárias adicionais na UMG com a assistência de vários bancos mandatados e de anunciar o IPO (“initial public offering”, que representa torná-la uma companhia de capital aberto, com papéis negociados na Bolsa de Valores) do grupo até no máximo o início de 2022.

Sobre a negociação com a Tencent

A venda e o pagamento desta transação seguem a decisão do Consórcio, liderado pela Tencent, compreendendo a Tencent Music Entertainment e outros co-investidores financeiros, de exercer sua opção de adquirir 10% adicionais da major. Como resultado, o consórcio liderado pela Tencent agora possui 20% da UMG.

“A Vivendi tem contado com a presença da Tencent e seus co-investidores no capital social da UMG desde março de 2020 e está muito feliz que o Consórcio decidiu assumir uma participação maior. Isso permitirá que a UMG desenvolva ainda mais suas atividades na Ásia”, revelaram as empresas em um comunicado de imprensa conjunto.

A negociação tomou como base um valor empresarial de €30 bilhões (cerca de R$200 bilhões nas taxas de câmbio atuais) por 100% do capital da UMG. De acordo com a nota, a empresa deve usar o caixa dessas várias transações para reduzir sua dívida financeira e para financiar aquisições.

Em tempo…

Estima-se que, hoje, a Tencent vale $130 bilhões de dólares (aproximadamente R$700 bilhões). Com o lema de conectar ecossistemas, “desde conectar pessoas, serviços e dispositivos, a conectar empresas e tecnologias futuras, promovendo ecossistemas de ganha-ganha para todos”, a empresa se consolidou, principalmente, pela aquisição de partes das operações de mais de 700 empresas.

Escrito por Rafa Ventura

Saudação nazista gera expulsão no “Big Brother Portugal”

Pedro Sampaio lança o clipe de “Fala Mal de Mim”, parceria com Wesley Safadão e Daniel Caon