Arnaud de Puyfontaine, CEO da Vivendi. Foto: Divulgação/Vivendi
in

Gigante chinesa Tencent compra mais 10% da Universal Music Group

A transação deve acontecer ainda no primeiro semestre de 2021

Em março deste ano, a Vivendi, controladora da Universal Music Group, anunciou a venda de 10% de participação para o consórcio liderado pela Tencent por € 30 bilhões (cerca de US $ 37 bilhões nas taxas de câmbio atuais). Há poucos dias, foi divulgado que a gigante chinesa comprará uma participação adicional de mais 10% na UMG. A transação, que deve acontecer ainda no primeiro semestre de 2021 e está sujeita a aprovações regulatórias, levará o consórcio a participação total de 20% da gravadora.

De acordo com o CEO da Vivendi, Arnaud de Puyfontaine, o acordo “permitirá à UMG desenvolver ainda mais suas atividades na Ásia”, e que, junto com eles, “a Tencent e a Tencent Music Entertainment continuarão a trabalhar para ampliar as oportunidades dos artistas e enriquecer as experiências dos fãs de música, promovendo ainda mais uma indústria da música e do entretenimento”.

A Vivendi também reafirmou que está “prosseguindo seu plano de vender participações minoritárias adicionais na UMG com a assistência de vários bancos mandatados”, e que um IPO (“initial public offering”, que representa torná-la uma companhia de capital aberto, com papéis negociados na Bolsa de Valores) para a UMG está planejado até 2022.

Conheça a Tencent

Ainda há muita surpresa com o tamanho de empresas chinesas que ainda não são tão comentadas ou estão no foco das notícias mundiais. A Tencent é uma dessas companhias. Considerada uma das 10 maiores do mundo, a chinesa se tornou uma das grandes players globais em investimentos digitais, se consagrando como a quinta maior empresa de internet do mundo depois do Google, Amazon, Alibaba e Ebay, a partir de outubro de 2011.

Foto: Reprodução/Tencent

A Tencent também é dona do WeChat, aplicativo que mescla funcionalidades como as do Facebook e WhatsApp, e que, recentemente, ultrapassou a marca de 1 bilhão de usuários ativos mensalmente na plataforma.

O resultado é uma marca que já vale 130 bilhões de dólares. Com o lema de conectar ecossistemas, “desde conectar pessoas, serviços e dispositivos, a conectar empresas e tecnologias futuras, promovendo ecossistemas de ganha-ganha para todos”, a Tencent se consolidou, principalmente, pela aquisição de partes das operações de mais de 700 empresas.

Escrito por Rafa Ventura

Chloe x Halle falam sobre possível vinda ao Brasil

Jantar natalino de Justin Bieber tem cardápio brasileiro