Joey Jordison na ativa pelo Slipknot em 2008 / Foto Getty Images (uso autorizado)
in

Slipknot publica vídeo em homenagem a Joey Jordison

“Sem ele, não existiria nós,” diz o grupo em mensagem emocionante.

No último dia 26, os fãs do Slipknot foram pegos de surpresa com a notícia da morte de Joey Jordison, ex-baterista e um dos membros fundadores do grupo. Agora, uma semana após a notícia trágica, o Slipknot publicou um vídeo com uma homenagem emocionante para o músico.

A notícia da morte de Jordison foi dada no dia 27 de julho pelo site norte-americano TMZ. Segundo a reportagem, Joey faleceu em casa no dia 26, durante o sono, aos 46 anos de idade. Logo em seguida, Corey Taylor, Shawn Crahan e James Root publicaram imagens em suas redes sociais em sinal de luto pelo ex-colega de banda.

Slipknot. Foto: Divulgação

Leia Mais:

O baterista deixou o Slipknot em 2013 e o seu último show junto ao grupo aconteceu no Brasil, no festival paulista Monsters of Rock. Ainda assim, a banda confirma que não restaram ressentimentos quanto a Jordison e que “sem ele, não haveria Slipknot”. A afirmação aparece no vídeo publicado pelos caras nesta segunda-feira.

A mensagem, que é muito emocionante, chegou acompanhada de uma compilação de 8 minutos e meio de filmagens de bastidores, apresentações memoráveis do Slipknot e momentos icônicos de Joey Jordison em ação com as baquetas nos shows.

Assista ao vídeo:

“Nossos corações estão com a família de Joey e com todos os seus entes queridos neste momento desta perda terrível. A arte, o talento e o espírito de Joey Jordison não podiam ser contidos ou retidos. O impacto de Joey no Slipknot, em nossas vidas e na música que ele amava é incalculável. Sem ele, não haveria nós. Lamentamos sua perda com toda a família Slipknot. Nós te amamos, Joey,” diz trecho da mensagem.

A doença

Joey lutou por muitos anos com uma doença neurológica, mielite transfersa, que comprometeu o funcionamento das pernas e, para um baterista, a habilidade de tocar.

Em 2016, Joey Jordison venceu o Metal Hammer Golden God Award e falou sobre a doença. “Meu momento de maior orgulho é estar aqui, agora. Eu tive grandes pessoas em minha vida: minha esposa, meus treinadores, meus médicos, pessoas que acreditaram em mim. Esta é uma condição que não se converte facilmente. Muitas pessoas não conseguem, mas eu consegui porque tenho grandes pessoas”.

Escrito por Mari Pacheco

Now United: Any Gabrielly canta "Gaiola É o Troco"

Now United: Any Gabrielly canta “Gaiola É o Troco”

Rafa Kalimann reflete sobre término de namoro ao responder fã