Desabafo de mãe sofrimento
Foto: Instagram @jacira.santanna
in ,

Revoltada, mãe de Gil pede justiça após homofobia: “é dor”

“Hoje eu estou indignada pelas palavras grosseiras de homofobia contra meu filho”, disse mãe de Gilberto.

Na sexta-feira, 14 de maio, repercutiu o ataque homofóbico que Gilberto Nogueira, que ficou muito popular ao particicipar do BBB 21, sofreu por parte de um dos membros do conselho do time de futebol Sport. Algumas horas depois, quem se pronunciou foi Jacira Santana, mãe do contratado da TV Globo.

Jacira mostrou a revolta de uma mãe ao se deparar com a homofobia que o filho recebeu. Ela deixou bem claro que vai procurar justiça. Visivelmente exaltava, ela ressaltava sua dor com o acontecido.

Grito de socorro
Foto: Instagram @jacira.santanna

Leia o desabafo da mãe do Gil:

Quero agradecer, primeiramente, a todos os apoiadores do meu filho. Hoje eu estou indignada pelas palavras grosseiras de homofobia contra meu filho. Meu filho é um homem de bem, é estudioso, é um homem que poucos por aí tem“, começou elogiando.

Depois, ela fala diretamente ao advogado Flávio Koury, responsável pelos ataques. “Um homem que se diz que é de direito, defende o ser humano, se diz um advogado, e sai com palavras maldosas contra meu filho. Um menino de bem, que nunca fez nada a ninguém, um menino feliz e alegre. É dor, gente, é dor, dor, sabe? É dor que eu sinto vendo meu filho sendo maltratado pelo senhor, que se diz advogado. Mas eu acredito na justiça, porque a justiça tem pessoas de bem, que se formaram para defender e punir os errados, pessoas da qualidade desse cidadão que hostilizou meu filho“.

Ela finaliza seu desabafo: “Eu quero agradecer aqui ao presidente Lula pelo apoio. Ciro Gomes, muito obrigada. A todo mundo que defendeu meu filho. Minha gente, por favor, desculpa minha alteração, mas aqui está uma mãe revoltada, mas eu acredito na justiça, eu quero justiça para não acontecer com outras pessoas o que não está acontecendo com meu filho. Porque é revoltante, é revoltante! O que foi que meu filho fez de mal para esse senhor? Meu filho é alegra, é feliz, não é mal amado como essa qualidade de gente“.

Assista ao vídeo:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Jacira Santana (@jacira.santanna)

Entenda o caso:

Gilberto foi vítima de um ataque homofóbico de um dos membros do conselho do Sport. Além de um torcedor fiel do time, Gil recebeu algumas homenagens do clube assim que deixou o reality show.

Na sexta-feira (14), um áudio em que um dos conselheiros do time, o advogado Flávio Koury critica a “dancinha” feita pelo ex-brother na Ilha do Retiro, sede oficial do clube, foi divulgado nas redes sociais. “Fiz a solicitação formal, porque este senhor [Gil] não pode representar o Sport. Ele não tem respeito por ninguém, ofende diretores, técnicos, jogadores, e, agora, parte da nossa torcida. Não há espaço para quem pensa dessa forma”, diz Koury no áudio.

Ele reclama da repercussão do vídeo em que Gil brinca com jogadores e reproduz o seu “tchaki tchaki” no estádio do time. “1,2 milhões de pessoas achando que o Sport só tem viado”, diz o advogado. “Se tivesse feito essa dancinha na casa dele ou no Bordel, eu não estava nem ai. Foi dentro da Ilha do Retiro, né, rapaz? Isso é ausência de vergonha na cara. É isso o que estamos vivendo. Não tem mais respeito por pai e filho. É depravação. É o retrato do que o PT [ Partido dos Trabalhadores] deixou pra gente”, finalizou.

Pelo Twitter, Gilberto deixou claro que providências legais serão tomadas.

Escrito por Caian Nunes

Pocah releva data de lançamento do clipe de “Nem On Nem Off”

Fim do BTS

Jimin descarta possiblidade de fim do BTS