Eternos: novos teaser e pôsteres são divulgados
(Foto: Divulgação)
in ,

Quando o filme Eternos, da Marvel, entrará no Disney+?

“Eternos” já tem data para entrar no serviço de streaming.

O Disney+ anunciou a estreia do filme “Eternos” para o dia 12 de janeiro no serviço de streaming. O longa-metragem, já exibido nos cinemas, introduz uma nova equipe de super-heróis no Universo Cinematográfico Marvel (MCU).

Leia mais:

O elenco conta com Angelina Jolie, Salma Hayek, Gemma Chan, Richard Madden, Kumail Nanjiani, Kit Harington, Brian Tyree Henry, Lauren Ridloff, Barry Keoghan, Don Lee e Lia McHugh. O cantor Harry Styles faz uma participação especial.

Foto: Marvel Studios / Walt Disney Pictures

“Eternos” estreou nos cinemas no início de novembro, e foi banido de alguns países por conta do personagem homossexual Phastos. É o primeiro super-herói gay do MCU.

Dirigido por Chloé Zhao, o filme faturou US$ 71,2 milhões no primeiro fim de semana na América do Norte. Mundialmente, a bilheteria de “Eternos” já bateu US$ 385,8 milhões.

Eternos: diretora cortou dois personagens da Marvel no filme

O filme “Eternos” traz um time de super-heróis composto por dez personagens. Na verdade, era para ter sido 12. A diretora Chloé Zhao cortou dois durante o processo criativo, com intuito de aproveitar ao máximo cada um dos participantes.

Eternos: novos teaser e pôsteres são divulgados
(Foto: Divulgação)

Ela contou ao site Fandom que precisou “deixá-los ir” para valorizar os que ficaram. “Alguns personagens não precisam de mais tempo na tela, trata-se do que eles fazem com o tempo na tela. Eles têm que ser memoráveis. E quando olhamos para esses dez indivíduos únicos, pensamos em como eles representam dez aspectos da natureza humana”, explicou.

“Eles estão aqui há tanto tempo, quem eles se tornam hoje é uma grande parte de quem somos. Por isso, era igualmente importante que permanecessem memoráveis. Todos os dez tinham o mesmo peso; não necessariamente o tempo de tela, mas o peso”, completou.

Escrito por Leonardo Torres

Após “DFEX”, traições e polêmicas, Gabi Brant vira pastora evangélica