Paul McCartney / Foto Instagram (@paulmccartney)
in ,

Paul McCartney volta a falar sobre o fim dos Beatles: “Lennon instigou”

Entrevista completa de Macca irá ao ar através de série da rádio BBC 4.

Quem é o verdadeiro responsável pelo fim dos Beatles? Essa é uma pergunta que gera diferentes respostas entre os fãs da banda, mas agora Paul McCartney voltou a falar sobre o assunto e confirmou que a decisão foi “instigada” por John Lennon.

Sir. Paul McCartney será o convidado da vez da série “This Cultural Life”, da rádio BBC 4, no episódio que irá ao ar no dia 23 de outubro. No programa, ele falou abertamente sobre o polêmico fim do fab four e indicou que seu amigo John Lennon estava por trás da difícil decisão de finalizar os trabalhos do grupo.

Billboard Hot 100: BTS substitui a si mesmo no topo
(Foto: Divulgação)

Na prévia divulgada pelo The Guardian, McCartney disse:

“Eu não instiguei o fim. Quem fez isso foi o nosso Johnny. John entrou em uma sala um dia e disse ‘estou saindo dos Beatles’. Isso é instigar o fim ou não? Aquela era a minha banda, aquele era o meu trabalho, aquela era a minha vida, então eu queria que continuasse.”

Na mesma entrevista a BBC 4, Paul McCartney ainda descreveu esse período como “o mais difícil” de sua vida. Ele explicou que, após a decisão de John Lennon, ele, Ringo Starr e George Harrison foram advertidos pelo empresário Allen Klein a se manterem em silêncio sobre o fim da banda até que todos os negócios previamente fechados para eles fossem concluídos.

“Então, por alguns meses, tivemos que fingir. Foi estranho porque todos nós sabíamos que era o fim dos Beatles, mas não podíamos simplesmente ir embora,” disse McCartney, que ainda confirmou que, depois de um tempo, deixou a notícia escapar, pois já estava “de saco cheio” da situação.

Leia mais:

“Mais ou menos naquela época, estávamos tendo pequenas reuniões e era horrível. Era o oposto do que éramos. Éramos músicos e não homens de negócios,” disse ele.

Paul McCartney processou os Beatles em 1970, mas ele explicou que fez isso apenas para evitar o controle do empresário Klein: “Eu tive que lutar e a única maneira que encontrei foi através de um processo contra os demais Beatles, porque eles iam seguir com Klein. Anos depois, eles me agradeceram por isso.”

Finalmente, Paul ainda disse que os Beatles teriam durado muito mais, caso John Lennon não tivesse decidido deixar a banda. “A questão realmente era que John estava começando uma nova vida com Yoko. John sempre quis se libertar da sociedade porque, você sabe, ele foi criado por sua tia Mimi, que era bastante repressiva, então ele estava sempre procurando se libertar.”

Escrito por Mari Pacheco

Eternos: novos teaser e pôsteres são divulgados

Eternos: novos teaser e pôsteres são divulgados

Super-Homem se descobrirá bissexual em Superman: Son of Kal-El

Super-Homem se descobrirá bissexual em Superman: Son of Kal-El