banner com link para rádio globo
The Beatles. Foto: Divulgação
in

The Beatles: duas setlists escritas a mão vão a leilão

As relíquias do Fab Four são datadas do início dos anos 1960

Todo fã dos Beatles gostaria de ter uma lembrança oficial da banda para chamar de sua, isso é certo. Quem ainda não tem poderá barganhar duas setlists escritas a mão, que serão leiloadas em Londres em outubro. Mas… prepara o bolso!

De acordo com a casa de leilão inglesa Bonhams, as duas setlits do fab four que serão leiloadas estão entre as únicas 8 peças do mesmo estilo ainda em existência. Ambas são datadas de shows dos Beatles que aconteceram em 1960 e 1963 e foram escritas por Paul McCartney,  como reportou a NME.

The Beatles. Foto: Divulgação

Leia mais:

O primeiro show em questão aconteceu no Liscard’s Grosvenor Ballroom, pouco antes da banda trocar de nome de The Silver Beetles para apenas The Beatles. Na época, McCartney ainda servia como baterista do grupo, antes da chegada de Pete Best.

Já a segunda setlist foi de um show no Majestic Ballroom, na região de Luton, cidade nos arredores de Londres. O documento também foi escrito a mão por Macca totalmente em letras maiúsculas; diferente do primeiro, que está em letra cursiva. Na ocasião deste show em 1963, a formação clássica dos Beatles já estava em andamento e o álbum de estreia “Please Please Me” já havia sido lançado.

Estima-se que o valor das setlists dos Beatles fique entre 150 e 250 mil libras, quando forem a leilão no dia 28 de outubro. Em reais, o valor pode ultrapassar a marca de 1 milhão e 780 mil. O especialista da sessão de música da casa de leilão Bonhams, Howard Kramer, falou sobre o material em comunicado a revista Rolling Stone:

“Nesta época, os Beatles estavam prestes a se tornar uma banda de verdade,” disse Kramer sobre a setlist de 1960. “Pete Best ainda não havia se juntando à banda e o primeiro compromisso deles em Hamburgo seria dois meses mais tarde. A partir dali, não haveria mais volta.”

Howard Kramer ainda destacou a raridade das duas peças: “Há pouquíssimos itens físicos, tangíveis, diretamente usados pela banda que foram disponibilizados ao público. O The Beatles ainda é o grupo com mais colecionáveis e esses dois documentos revelam o trabalho interno da banda.”

Escrito por Mari Pacheco

Charlie Watts passa por cirurgia e fica de fora de turnê dos Rolling Stones

drivers license

“drivers license”: Olivia Rodrigo reage a cover de Kelly Clarkson