Aos 83 anos, padre deixa igreja e se torna astro de pornô gay
(Foto: YouTube/wickydkewl)
in ,

Aos 83 anos, padre deixa igreja e se torna astro de pornô gay

Depois de toda a vida dentro da Igreja Católica, o senhor decidiu assumir seus interesses

Quem disse que é tarde para mudar? O norte-americano Norm Self decidiu adotar um novo estilo de vida. Ele, que era padre na Igreja Católica, abandonou todos os deveres sacerdóticos para iniciar atuar em filmes pornográficos gays. A decisão, no entanto, causou espanto e controvéria entre os conservadores.

Após fala homofóbica contra Matheus, Nahim pede “casal gay” no Power Couple

Aos 83 anos, padre deixa igreja e se torna astro de pornô gay
(Foto: YouTube/wickydkewl)

LEIA MAIS:

Segundo o “The Sun“, antes de se tornar um membro da indústria de entretenimento adulto, o ex-padre viveu uma vida na Igreja Católica. Norm esteve na igreja desde os 18 anos. No entanto, ele acabou abandonando a batina para, então, se casar com uma mulher. Aliás, a relação durou cerca de 28 anos.

No entanto, foi apenas em 1997 que o ex-padre, aos 60 anos, entendeu que se sentia atraído por homens. A descoberta aconteceu enquanto andava em um campus universitário. Anos depois, em 2017, ele decidiu protagonizar seu primeiro filme pornográfico.

“Meu colega de quarto, então, me perguntou se eu participaria de um filme. Fui convidado e de repente toda essa atenção vem para mim“, comentou ele durante o documentário “OAPS On The Game: The Sex Business”.

Além disso, o senhor de 83 anos afirmou estar feliz atuando em filmes adultos. “É quase como fazer uma festa, isso é uma das coisas que admiro nesse jeito de fazer pornô. Nós vamos fazer sexo de qualquer maneira. Então, por que não fazer disso uma experiência libertadora e de união, em vez de escondê-la nas sombras?”, comentou.

Ex-padre ensina a otimizar vida sexual

No entanto, Norm não viver apenas de filmes pornográficos. O ex-padre ministra sessões de ‘intimidade sagrada’. O serviço criado por ele é indicado para aqueles que desejam otimizar a sua vida sexual. Para isso, no entanto, ele se dedicou aos estudos durante três anos.

“Se aceito o ‘título’ de ‘ministro da educação erótica’, significa a erradicação das falsas mensagens instaladas pela sociedade de que o sexo é, na melhor das hipóteses, suspeito e, na pior, maléfico – mas que sua prática é severamente constrangida à reprodução do espécies e não para ser apreciado”, finalizou.

Curtiu esta matéria? Leia mais conteúdos do Oh My God! by POPline. Tem listas, curiosidades, virais, celebs, k-pop, reality shows e muito mais sobre cultura pop!

Escrito por Kaique Corrêa

Estrelada por Rodrigo Santoro, série “Sem Limites” ganha trailer

Gabi Brandt admite excesso de edições em fotos do passado

Gabi Brandt admite excesso de edições em fotos do passado; veja!