in ,

Pabllo Vittar lança versão em espanhol de “Ama Sofre Chora”

Nova versão da música foi lançada por Pabllo Vittar para celebrar o aniversário de 1 ano do álbum “Batidão Tropical”.

ama sofre chora espanhol pabllo vittar
Foto: Divulgação / ErnnaCost

O dia 24 de junho é bastante especial para Pabllo Vittar: é o dia em que o álbum “Batidão Tropical” foi lançado em 2021. E para celebrar o primeiro aniversário desse projeto, a drag queen lançou a versão em espanhol de “Ama Sofre Chora”.

Pabllo Vittar Ama Sofre Chora
Foto: Divulgação / Ernna Cost

Leia mais:

A faixa foi disponibilizada nesta sexta-feira (24), em todas as plataformas de streaming, e é aguardada pelos fãs já há algum tempo.

A existência da versão em espanhol de “Ama Sofre Chora” é de conhecimento dos fãs já há quase um ano, quando, ainda em junho de 2021, o produtor de Pabllo, Rodrigo Gorky, confirmou que a versão tinha sido gravada.

“’Ama Sofre Chora’ é um marco super importante de ‘Batidão Tropical’, a primeira música a ser lançada do projeto, e tem um lugarzinho especial na minha carreira. Até o fim do ano tem muitas novidades, podem aguardar”, disse Pabllo, em comunicado à imprensa.

Ouça:

Capa da Harper’s Bazaar, Pabllo Vittar fala de nova era e identidade de gênero

Pabllo Vittar aparece divina na capa da nova edição da revista Harper’s Bazaar Brasil divulgada no dia 6 de junho. De acordo com a publicação, a drag queen segue trabalhando em uma nova era, mas ainda não pensa em álbum. A artista deve trabalhar singles soltos entre agenda de shows e outros compromissos.

Pabllo Vittar. (Foto: Gabriel Leão / Portal POPline)

Estou focada no meu próximo trabalho, juntando referências e composições“, contou PV ao jornalista André Aloi, sem revelar muitos detalhes. O último lançamento do fenômeno maranhense foi “Follow Me“, uma parceria com a cantora nipo-britânica Rina Sawayama. 

Sempre enaltecendo o suporte que recebeu de dona Verônica, sua mãe, Pabllo falou sobre identidade de gênero e sexualidade. “Sou gay, mas no decorrer do tempo eu me enxergo muito mais como um gênero fluido”, disse a voz de “Number One“.

“Gosto de ser menino, fazer drag e me vestir da maneira que esteja confortável. Não, necessariamente, isso vai ser um dresscode totalmente masculino nem feminino”, declarou a artista.

Escrito por Kavad Medeiros

Fãs reagem ao 1º trabalho solo de Jungkook após hiato do BTS

Veja a tradução de "Left and Right", de Jungkook e Charlie Puth

Veja a tradução de “Left and Right”, de Jungkook e Charlie Puth