No dia do aniversário de Daniela Mercury, listamos 5 fatos que comprovam porque ela é a Rainha do Axé! Foto: Célia Santos
No dia do aniversário de Daniela Mercury, listamos 5 fatos que comprovam porque ela é a Rainha do Axé! Foto: Célia Santos
in ,

No dia do aniversário de Daniela Mercury, listamos 5 fatos que comprovam porque ela é a Rainha do Axé!

Daniela Mercury completa 55 anos nesta terça-feira, 28 e o POPline abriu o seu arquivo e listou 5 fatos que comprovam porque ela é considerada a Rainha do Axé! Com mais de 30 de carreira, Daniela se consolidou como uma das maiores cantoras de axé e referência internacional e nacional de musica brasileira.

No dia do aniversário de Daniela Mercury, listamos 5 fatos que comprovam porque ela é a Rainha do Axé! Foto: Célia Santos
No dia do aniversário de Daniela Mercury, listamos 5 fatos que comprovam porque ela é a Rainha do Axé! Foto: Célia Santos

1. Transformou o Axé em um ritmo de sucesso nacional

No documentário “Axé: Canto do Povo de Um Lugar“, de 2016, Daniela Mercury aparece como um dos “personagens principais” do movimento, sendo peça fundamental para a “nacionalização do Axé”. Prova disso, é que durante um show no vão livre do Museu de Arte em São Paulo – MASP, em 1992, ela era uma artista iniciante e esperava um público de no máximo 3 mil pessoas.

O que aconteceu é que a apresentação acabou juntando 20 mil pessoas e parou toda a Avenida Paulista, ao ponto de ter sido interrompida com o risco de abalar a estrutura do local. A repercussão do show foi tão imensa, que Daniela foi assunto na Folha de S. Paulo com o título: “Uma baiana para São Paulo”.

Diante desse sucesso, todos começaram a ter interesse em quem era Daniela Mercury e a cantora “abriu alas” para toda uma geração de “divas da axé music”, colocando o axé em evidência nacional.

2. Provocou mudanças no Carnaval de Salvador

Daniela é conhecida por levar grandes espetáculos para a avenida em uma verdadeira sinestesia artística juntando música, dança e interpretação. Em razão do espaço para “colocar o seu bloco na rua”, em 1995, ela migrou da Avenida – Campo Grande, para Barra-Ondina, criando assim um novo “point” do Carnaval, que atualmente é o espaço onde desfilam os principais blocos de Salvador.

Além disso, em 2002, dois anos antes de lançar o seu álbum “Carnaval Eletrônico“, Daniela Mercury levou pela primeira vez a música eletrônica para o trio elétrico, o que rendeu grandes críticas na época, mas a tornou precursora de um estilo que atualmente faz o maior sucesso nos trios.

Daniela Mercury também foi a primeira artista a gravar um DVD em cima do trio, no trabalho “Baile Barroco – Daniela Mercury no Carnaval do Bahia“. Fato esse que provocou também muitas discussões na época, mas passou a ser um formato reproduzido por outros artistas.

3. Representa o Brasil em grandes eventos internacionais

Por ser uma artista muito conectada ao conceito cultural que deseja imprimir em suas obras, Daniela Mercury acaba chamando a atenção do mundo que deseja entender mais sobre a real musicalidade à brasileira. Em um som predominante de axé, com influências da MPB e Bossa Nova, Daniela Mercury faz muito sucesso internacionalmente.

Em 1998 com o lançamento do álbum “Feijão com Arroz“, Daniela se tornou bastante conhecida na Europa, principalmente com a música “Rapunzel“. Daniela foi escolhida como a artista de verão da France 2, o canal de TV com mais audiência, ela atraiu a emissora de televisão francesa para a Bahia, de onde uma grande reportagem sobre Daniela no Carnaval foi exibida no Evening News, com uma audiência recorde.

O sucesso se espalhou pela Europa e Daniela vendeu milhares de discos em países como França, Portugal, Espanha e Itália, o que lhe rende anualmente grandes turnês internacionais por esses países.

4. É embaixadora de grandes projetos sociais

Daniela é presidente do instituto Sol da Liberdade, criado para a preservação das matrizes culturais brasileiras. Além de presidir o Instituto Sol da Liberdade, Daniela é ainda embaixadora nacional da boa vontade do UNICEF, título que recebeu em 1995, quando se tornou a segunda personalidade brasileira a receber tal honra.

É ligada também à ONG América Latina em Ação Solidária (ALAS), tendo participado em setembro de 2007 de uma campanha publicitária promovendo ajuda aos desabrigados pelo terremoto no Peru. Em 2013 foi convidada pra participar da campanha mundial da ONU, Free & Equal (Livres e Iguais), juntamente com Ricky Martin e outros artistas internacionais.

5. Única brasileira eleita pelo The New York Times entre as melhores lives da quarentena

O jornal norte americano The New York Times, um dos mais importantes do mundo, selecionou os 10 melhores lives da quarentena. A Live da Rainha, apresentada por Daniela Mercury, dia 28 de maio, está entre eles. Junto com artistas como Erikah Badu e Norah Jones, Daniela Mercury é a única brasileira citada da seleta lista da publicação. No texto, o jornalista Jon Pareles destaca: “Um concerto feito para estádio pode caber em uma sala de estar?“.

O jornalista ainda segue: “Daniela Mercury, uma super estrela brasileira, que se apresentou para centenas de milhares de pessoas na véspera de Ano Novo 2010 no Rio de Janeiro, dança, gira e samba como se estivesse em um palco muito maior! Com sua banda mascarada atrás dela, no que parece um pátio, e suas filhas aparecendo como foliãs do carnaval. Em um conjunto de quase três horas de músicas animadas, que celebram o Carnaval e sua terra natal, a Bahia, ela é completamente incansável.”

VEJA AQUI A MATÉRIA ORIGINAL DO THE NEW YORK TIMES

Escrito por Helena Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

K-Pop: ex-membro de girlgroup é investigada por compra de drogas

K-Pop: ex-membro de girlgroup é investigada por compra de drogas

BTS divulga momentos inéditos da carreira no trailer de "Break The Silence: The Movie". Foto: Divulgação

Comeback do BTS contará com reality show próprio