in

MTV explica porque escolheu Jennifer Lopez para o Video Vanguard Award

O troféu Michael Jackson Video Vanguard Award vai para Jennifer Lopez na cerimônia do VMA deste ano, marcada para a próxima segunda (20/8). Muita gente reclamou da escolha da MTV e o canal decidiu publicar uma matéria explicando o porquê de sua escolha pela cantora e atriz de ascendência latina. A matéria “Por que Jennifer Lopez merece o Video Vanguard Award do VMA” foi publicada nesta quinta (16/8), usando termos como “superestrela”, “lenda” e “celebridade rara”.

A MTV ressalta que JLo conseguiu consolidar uma carreira bem sucedida na música e no cinema por três décadas seguidas, algo raro. Geralmente, os artistas acabam tendo que escolher um ou outro caminho, e ela nunca quis abrir mão de nenhum. O texto também destaca que ela sempre se negou a ser a “namorada de alguém”, apesar das incessantes tentativas da mídia, e demonstrou personalidade própria. “Ela é uma mulher latina que nunca cedeu às pressões sociais sobre ‘como uma mulher deve ser’, e ao invés disso redefiniu que corpos podem ser considerados muito bonitos, dando origem a toda uma geração de positividade corporal”, escreveram.

Além disso, Jennifer Lopez é uma mulher de negócios com empreendimentos na moda, na perfumaria e em vários produtos licenciados. Suas parcerias comerciais inspiraram as popstars sucessoras a encararem completamente diferente o significado de “celebridade” e as oportunidades decorrentes desse status. “A influência de Jennifer Lopez tem sido evidente desde o início de sua carreira, já que ela determinou tendências na música popular e na moda. Ela é literalmente a razão para o Google Imagens existir, no entanto, a extensão de seu impacto só é sentida 20 anos depois”.

Obviamente, seus clipes também marcaram a cultura pop – algo importante para o VMA, uma premiação de videoclipes. “De alguma maneira, com todos seus álbuns, ela forneceu pelo menos um hit massivo para as pistas de dança, seja a infusão trance ‘Waiting For Tonight’ ou o EDM ‘On the Floor’, que dominou o mundo no início da década, e é uma das músicas mais vendidas de todos os tempos”, diz a matéria, “em 2011, Jennifer fez algo sem precedentes quando lançou ‘I’m Real’. Junto com a versão original do álbum, ela lançou um remix que era essencialmente e inteiramente diferente, com o mesmo título, com participação de Ja Rule. O risco compensou quando o remix hip-hop liderou as paradas americanas por seis semanas e a inspirou a gravar um álbum completo de remixes”.

A MTV destaca ainda sua habilidade com a dança, algo determinante em sua carreira, seus figurinos icônicos e despretensiosos, sua importância na geração “TRL” e o principal: ela nunca deixou de ser a Jenny do Bronx.

Escrito por Leonardo Torres

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TWICE estreia clipe em japonês: “BDZ”

Pete Davidson revela detalhes de casamento com Ariana Grande