Foto: Reprodução / Twitter
in ,

Ministro de Trindade e Tobago rebate fala de Nicki Minaj sobre vacina da Covid-19

Ministro da Saúde do país disse que não encontrou um caso no país com efeitos colaterais do imunizante

As declarações controversas de Nicki Minaj sobre a vacina contra a Covid-19, dadas por ela na última segunda-feira (13) como justificativa para não ter ido ao MET Gala, continuam reverberando pelo mundo. Desta vez, o Ministro da Saúde de Trinidade e Tobago se manifestou contra a rapper.

Durante uma entrevista coletiva nesta quarta-feira (15), Terrence Deyalsingh, disse em alto e bom som que as autoridades do país analisaram de perto as alegações de Minaj. “É, pelo que sabemos, neste momento, não houve nenhum efeito colateral ou evento adverso relatado“, disse ele.

VMA 2021: Nicki Minaj diz que não quis fazer performance
(Foto: Instagram @nickiminaj)

“E o que é triste sobre isso é que perdemos nosso tempo, ontem, tentando rastrear, porque levamos todas essas afirmações a sério, seja nas redes sociais ou na grande mídia. Como estamos agora, não há absolutamente nenhum efeito colateral ou evento adverso relatado de inchaço testicular em Trinidad ou, ouso dizer, em qualquer outro lugar. Nenhum que conhecemos em qualquer outro lugar do mundo”, disparou.

Na segunda, a rapper afirmou em um tweet que uma amiga de sua prima em Trinidad havia ficado impotente após ser vacinada contra o vírus. “Os testículos dele ficaram inchados”, acrescentou ela, aparentemente, sem o menor embasamento no que estava falando.

Nicki Minaj mostra trecho de nova música
Foto: Instagram @nickiminaj

“O amigo dele estava a semanas de se casar, agora a garota cancelou o casamento. Portanto, apenas ore sobre isso e certifique-se de que você está confortável com sua decisão, não intimidado”, disse a rapper norte-americana.

Leia Mais:

Anteriormente, o Dr. Anthony Fauci refutou as afirmações de Minaj , dizendo à CNN que “não há evidências nem há qualquer razão mecanicista para imaginar que isso” causaria problemas de fertilidade em homens ou mulheres. Assim como o professor britânico Chris Witty também disse à rapper que ela “deveria ter vergonha de si mesma” por espalhar desinformação.

E o negócio está ficando feio para o lado de Minaj. Até mesmo o primeiro-ministro Boris Johnson  acrescentou: “Não estou tão familiarizado com as obras de Nicki Minaj como provavelmente deveria estar. Mas eu conheço Nikki Kanani, uma GP superstar de Bexley que apareceu muitas vezes antes de você, que vai dizer que as vacinas são maravilhosas e que todos deveriam tomá-las. É por isso que prefiro ouvir Nikki Kanani”, rebateu.

Escrito por Leonardo Rocha

Bil pediu conselho a Juliette antes de entrar em “A Fazenda 13”

Confira os peões mais citados no Twitter na estreia de A Fazenda 13