in

Milhares de pessoas assinam petição para que Maroon 5 desista de show no Super Bowl

Maroon 5 está na mira de um abaixo-assinado no site Change.org: cerca de 47,4 mil pessoas já assinaram uma petição virtual para que a banda desista de se apresentar no Super Bowl de 2019. A meta é chegar a 50 mil. A motivação é o caso do jogador Colin Kaerpenick, que foi banido da NFL (liga de futebol norte-americano) por ter se ajoelhado durante o hino nacional dos Estados Unidos em um jogo. Sua atitude foi em protesto contra a brutalidade policial com os afro-americanos. Mas a NFL não quis saber.

Em apoio ao jogador, Rihanna negou o convite para cantar no Super Bowl de 2019 e a comediante Amy Schumer revelou que também se negou a gravar publicidade para o evento. Amy, inclusive, foi quem originou essa campanha para que o Maroon 5 declinasse a proposta do Super Bowl também. Mas tudo indica que isso não vai acontecer.

Em entrevista a Ellen DeGeneres na semana passada, o vocalista Adam Levine praticamente confirmou que a banda fará o show do intervalo. “Eu não posso nem confirmar nem negar a veracidade desse rumor. É definitivamente um rumor. E o rumor parece ser um rumor sobre o qual todos estão discutindo”, falou, “é o Super Bowl. É um grande evento e haverá uma banda se apresentando – ou um artista ou algum tipo de performance no intervalo. E vai ser ótimo, independentemente de quem seja. Quem tiver sorte o suficiente para fazer o show provavelmente vai arrasar. Isso é tudo especulativo, porque não sei de quem estou falando. Se fosse eu, eu estaria animado, nervoso…. Se eu estivesse fazendo isso, o que não posso confirmar ou negar, eu ficaria empolgado”.

Escrito por Leonardo Torres

“Decidi fazer a minha biografia por conta das fake news sobre mim nos últimos 2 anos”, admite Paula Fernandes

ROCKline: Smashing Pumpkins poderá gravar álbum natalino