in

Miley Cyrus, Demi Lovato, JoJo e Sam Smith criticam decisão de Donald Trump de banir pessoas trans das Forças Armadas

O presidente dos Estados Unidos Donald Trump anunciou, nesta quarta (26/7), que as Forças Armadas não aceitarão pessoas transgêneros por conta de custos médicos e “transtornos” que elas representam. “Nossos militares devem estar concentrados na vitória decisiva e arrasadora”, twittou. Imediatamente, vários artistas usaram sua visibilidade para criticar o líder de estado e chamar a atenção da população para a evidente discriminação.

Revoltada, JoJo compartilhou declarações e notícias sobre o assunto em suas redes e disparou no Twitter: “eu fico com nossos soldados transgêneros, veteranos e toda a comunidade LGBTQ. Donald Trump é uma desgraça para nosso país”.

Pelo Instagram, a cantora Miley Cyrus também demonstrou seu desalento. “Estou de coração partido hoje. Por favor, não apague nosso progresso! Nós chegamos tão longe! Para nossos amigos transgêneros que precisam de alguém para conversar, não hesite em falar com @translifeline! Eles são parte da família @happyhippiefdn [fundação da cantora] e irão tomar conta maravilhosamente bem de vocês!”

O cantor britânico Sam Smith também se pronunciou, enchendo o Twitter com a hashtag #ProtectTransTroops (Proteja as Tropas Trans). Usando a mesma hashtag, Demi Lovato escreveu: “eu só quero dizer a toda comunidade transgênero que eu amo vocês e que vocês têm apoio não importe o quê”. Veja:

Escrito por Leonardo Torres

“Boquetáxi”: clipe de Lia Clark é censurado e drag queen acusa Youtube de LGBTQfobia

Diplo comemora sucesso de “Sua Cara” no Brasil