Foto: Divulgação
in ,

Lagum e Carol de Amar falam sobre gestão de carreira; ouça

Pedro Calais, vocalista da Lagum, e Carol de Amar, CEO dA Macaco, parciparam do Podcast Cases, do POPline.Biz é Mundo da Música

A Lagum soma quase três milhões de ouvintes mensais no Spotify e conquistou seu lugar na nova MPB com composições autorais que trazem melodias que misturam o pop, com reggae, com rock de um jeito muito pessoal.

Com foco em entender como funciona a gestão de carreira e planejamento estratégico da banda, o Podcast Cases do POPline.Biz é Mundo da Música, apresentado por Láisa Naiane e Rafa Ventura, bateu um papo com Pedro Calais, vocalista da banda, e Carol de Amar, CEO dA Macaco, que além de empresária dos meninos é também uma das fundadoras do Festival Sarará.

Foto: Divulgação

A dupla contou todos os detalhes de como começou a parceria entre eles, sobre o processo criativo das canções, estratégia de feats, investimento no digital e impactos da pandemia do planejamento de carreira da banda.

Ouça o episódio completo:

Espontaneidade é uma das palavras que impera na trajetória da Lagum, banda nascida em Belo Horizonte (Minas Gerais), em 2014. Quando Pedro Calais, vocalista e compositor do grupo, postou despretensiosamente uma de suas músicas, o resultado foram vários compartilhamentos e, por consequência, um convite que daria início a tudo.

“Um promoter de uma casa de shows em BH me mandou mensagem convidando para fazer uma apresentação lá, numa época em que rolava muito cover, a música autoral de banda não estava rolando. Então, montei a banda com as pessoas que eu conhecia, que moravam perto de mim, que eram meus amigos de infância, e a gente montou a banda para fazer esse primeiro show”, lembra o vocalista.

> OUÇA todos os episódios do Podcast Cases do POPline.Biz é Mundo da Música

Em 2016, o grupo lançou o primeiro disco, “Seja O Que Eu Quiser”, mas foi em 2018 que a energia da Lagum ultrapassou os limites de BH, com o sucesso do single “Deixa”, gravado em parceria com Ana Gabriela. “Com Deixa, conseguimos projeção grande, não só no single, mas com o nome da banda. A gente ficou mais conhecido, mas já tínhamos um trabalho bem sólido”, lembra Pedro.

Desde então, Lagum passou a figurar entre festivais, como Planeta Brasil, Festival Sarará, 3R, Na Praia, entre outros, e atrações televisivas, como Só Toca Top – programa do qual participaram três vezes, e Encontro com Fátima Bernardes, ambos da Rede Globo, maior emissora de TV aberta do país.

Leia mais:

Em “Coisas da Geração” a banda também não deixou o ritmo cair, especialmente na estrada. A turnê do disco, além de contar com parada internacional, em Portugal, lotou as casas das principais capitais do Brasil por onde a banda passou como atração principal.

Com a pandemia, muitos planos foram interrompidos, como a turnê pela Europa e o lançamento do terceiro disco do grupo. No entanto, foi nesse período que a banda imergiu no faroeste com o single de “Será”, em parceria com a cantora IZA e lançou um clipe feito totalmente em casa, com a versão acústica de “Hoje Eu Quero Me Perder”.

Após o falecimento do baterista Tio Wilson, a banda decidiu dar um novo conceito para o disco, previsto para o segundo semestre de 2021. A nova fase teve o pontapé inicial com o lançamento de “Ninguém Me Ensinou”, faixa que conta com um registro audiovisual em tributo ao baterista, Tio Wilson. O clipe da música já ultrapassa os 6,6 milhões de plays no YouTube, confira:

Desde então, a Lagum vem lançando singles, como “Musa do Inverno”, “Eu e Minhas Paranoias” e “Eita Menina”, em parceria com Mart’nália e L7nnon, que integram o “Universo Lagum” do próximo álbum da discografia da banda.

Escrito por Rafa Ventura

Lil Nas X grávido - rapper dá respostas debochadas a críticas

Lil Nas X “grávido”: rapper dá respostas debochadas a críticas

BLACKPINK: Lisa marca performance no "Jimmy Fallon"

BLACKPINK: Lisa marca performance no “Jimmy Fallon”