Lost Cause
Foto: Reprodução YouTube
in ,

Fãs defendem Billie Eilish de acusação de queerbaiting em clipe

Billie Eilish aparece beijando menina no clipe de “Lost Cause”.

Billie Eilish causou certa polêmica com o clipe de “Lost Cause, continuando a divulgação do seu novo álbum “Happier Than Ever“, marcado para sair no dia 30 de julho. O clipe mostra uma festa do pijama entre amigas, com a cantora e várias meninas se divertindo. No entanto, uma cena específica deu o que falar.

Happier Than Ever
Foto: Reprodução YouTube

No trecho, Billie Eilish beija uma menina na boca. Elas fazes isso com um acessório de plástico entre eles – portanto, nem foi um beijo real. Mas teve gente a acusando de queerbaiting. O que seria isso? A gente explica.

O que é queerbaiting?

Queerbaiting é uma maneira de chamar a atenção do público LGBTQI+. Nesses casso, a tática é sugerir que tenha algum romance ou insinuação sexual entre pessoas do mesmo sexo, sem que isso aconteça realmente.

No caso da Billie Eilish, ela colocar uma menina deixa todo mundo imaginando que ela é, no mínimo, bissexual. No entanto, ela já declarou que é heterossexual.

Defesa de fãs

Sabendo de fãs, o @BillieEilishBR, páginas de fãs da Billie no Brasil, publicou um grande texto justificando o ocorrido. “Na equipe há pessoas da comunidade LGBTQI+ e sabemos que o queerbaiting existe. […] Sabe-se que esse movimento é prejudicial, pois retratar a não concretização dessas relações pode reforçar o tratamento delas como tabu, sempre como algo do subentendido, nunca como uma coisa real“, explicou, reconhecendo a problemática da situação.

No entanto, para eles, essa acusação para Billie Eilish é infundada. “Assim, para nós, Billie ser acusada dessa estratégia em Lost Cause não faz sentido, uma vez que o seu público sempre foi diverso. O que entendemos do clipe foi: amigas se divertindo. Algumas ações podem ser percebidas, como a Billie vestir algumas roupas ditas ‘do mundo masculino’, talvez fazendo referência a um ex ou apenas subvertendo a figura masculina“, continuou escrevendo.

E sobre a cena do beijo? Eles acham que há várias interpretações sobre ela. “E até a cena do ‘beijo’, podendo ser interpretada de tantas formas. Antes de mais nada, uma pessoa não pode beijar outra do mesmo sexo sem ter sua sexualidade questionada? Além disso, essa cena pode ser interpretada como uma afronta ao fetiche masculino de ver duas mulheres se beijando etc. Assim, nunca saberemos as reais intenções por trás do videoclipe“, pontuou.

Os fãs podem compreensão e que o cancelamento não seja o caminho. “Contudo, querem fazer algo efetivo que não seja cancelamento? Que tal apenas exigirem posicionamento, e não ficar tirando conclusões precipitadas, tomando-as como verdade, e não cultivar essa cultura nefasta do ‘cancelamento’, que não agrega crescimento algum. É direito daqueles que se sentiram ofendidos exigir uma explicação/posicionamento“, continua.

Em relação à legenda da foto, aquilo pode realmente ser algo e, ao mesmo tempo, nada. O verbo ‘Love’ é tão esvaziado na língua inglesa. Assim, a Billie Eilish já falou que era heterossexual, quando ela tinha uns 15/16, essa é uma idade muito baixa ara autoconhecimento. As pessoas se encontram aos poucos. Talvez seja nada disso e se trate apenas do esvaziamento da palavra ‘love’. Só a Billie se pronunciando para sabermos“, completa.

E aí, qual é a sua opinião?

Escrito por Caian Nunes

Ariana Grande tem número impressionante no Spotify

vai ter padrinho do BBB

Pocah dá detalhes de casamento e terá padrinhos do BBB