Fã da Katy Perry espancado por homofobia volta a sorrir ao ouvir "Smile"
(Foto: Reprodução / Instagram @movimentolutecomoele)
in ,

Fã da Katy Perry espancado por homofobia volta a sorrir ao ouvir “Smile”

Jefferson Feijó foi estuprado e apedrejado, e perdeu a voz e os movimentos.

Um vídeo está viralizando nas redes sociais e deixando muita gente emocionada: o fã da Katy Perry Jefferson Feijó, que guarda sequelas de um grave ataque homofóbico, demonstra felicidade depois de ganhar e ouvir o álbum “Smile” de presente.

No vídeo, ele agradece o presente piscando os olhos – um dos poucos movimentos que consegue fazer hoje em dia. É a maneira com a qual ele consegue se comunicar com a família, também. Quando sua mãe pergunta se ele ama Katy Perry, ele responde que sim piscando e se emociona.

Veja o vídeo:

Para quem não se lembra, Jefferson Feijó foi espancado a pauladas, estuprado e apedrejado em Recife quando tinha 22 anos. O motivo do crime: homofobia. Ele foi hospitalizado, e ficou com sequelas: perdeu os movimentos e a fala.

“Smile, da Katy Perry, foi ferramenta essencial para que Jefferson voltasse a sorrir”, dizem os administradores de seu Instagram.

Custo de vida alto e difícil de bancar

Jefferson está com 24 anos e necessita de cuidados especiais. Sua família desembolsa cerca de R$ 8,6 mil todos os meses com a alimentação restritiva e sessões de fisioterapia e fonoaudiologia. Buscam ajuda pela Internet, com vaquinhas, rifas e doações.

No ano passado, Jefferson Feijó também viralizou com um vídeo em que ficava agitado ao se lembrar das músicas da Katy Perry. Era evidente sua felicidade ao escutar as canções de seu ídolo.

Fã da Katy Perry espancado por homofobia volta a sorrir ao ouvir "Smile"
Jefferson Feijó antes e depois de ser vítima de ataque físico (Foto: Reprodução / Instagram @movimentolutecomoele)

Nova era e novas ambições com “Smile”

O álbum “Smile” saiu no dia 28 de agosto, dias após o nascimento da filha de Katy Perry com Orlando Bloom. Ele debutou em 5º lugar na Billboard 200, com 50 mil unidades equivalentes registradas na semana de lançamento nos Estados Unidos. “Smile” também foi Top 10 em outros dez países. Embora seja o pior desempenho comercial de sua carreira, ainda é positivo. Além disso, a cantora expressou diversas vezes que não visava as paradas com esse projeto.

Katy Perry novo álbum
Foto: Capitol Records

É uma era completamente diferente de “Teenage Dream”, que completou dez anos de lançado recentemente. Com esse disco, Katy Perry fez história ao colocar cinco singles no topo da Billboard Hot 100 – algo que só Michael Jackson havia conseguido fazer antes e algo que ninguém voltou a fazer depois.

“Estou crescendo como adulta e, tornando-me mãe, estou constantemente compartilhando minha jornada. Eu tenho crescido com meu público. Estamos amadurecendo juntos e isso é legal. É como se estivéssemos criando um ao outro”, diz a popstar.

Escrito por Leonardo Torres

Música é um dos assuntos que as pessoas mais se interessam no Twitter

Livinho sobre caso de domingo: "não quero render esse assunto"

Livinho sobre caso de domingo: “não quero render esse assunto”