Inscreva-se
(Foto: Reprodução Internet)
in ,

Ex-funcionários querem processar Kim Kardashian e Kanye West por maus tratos

Eles alegam quebra de leis trabalhistas e exploração

Não bastasse a separação, um grupo de ex-funcionários de Kim Kardashian e Kanye West planejam um processo coletivo contra os dois. É quem de acordo com o “The Sun”, eles pedem indenizações por uma sequencia de supostos maus tratos cometidos pela socialite e pelo rapper.

Fontes próximas relataram que o suposto processo contra Kim e Kanye é semelhante a um, que atualmente está em curso, movido por antigos membros do coral das missas dominicais de West.
“Como os ex-membros do coral estão processando, outros funcionários estão considerando suas opções”, disse. “Há um aparente potencial nesse processo, envolvendo principalmente funcionários que trabalharam para a Kim. São ex-funcionários domésticos que jamais tiveram seus contratos legalizados”, relatou.
Separação
Foto: Roy Rochlin/Getty Images
Além das reclamações de maus tratos, os ex-funcionários ainda alegam que nunca tiveram direitos trabalhistas respeitados enquanto prestavam servições aos dois. “Se o processo acontecer, uma questão está relacionada ao controle excessivo da Kim”, explicou.
A fonte também disse que o ex-casal poderia ter problemas maiores caso seja confirmado o boato sobre ex-funcionários menores de idade. “Caso eles tenham trabalhado mais horas que os limites determinados pela lei, isso poderá ser classificado como violação de trabalho infantil”, completou.
Caso gay
Foto: Frazer Harrison/Getty Images

Kim e Kanye casaram em 2014, mas o casamento acabou no fim de 2020. O início do processo de divórcio foi anunciado em fevereiro deste ano. No mesmo mês, Kanye viu seu castelo desabar ao ser processo no valor de US$ 30 milhões por quebrar leis trabalhistas nos shows do Sunday Service, de acordo com o site “Page Six”.

Segundo o documento, cerca de 500 bailarinos e 300 funcionários que atuaram nos bastidores do evento declaram que não receberam salários ou condições de trabalho adequadas. Fontes do “The Sun” relataram que os advogados buscam identificar mais de outros mil casos.

Foto: Dimitrios Kambouris/Getty Images

O processo também menciona a ópera cristã “Nebuchadnezzar”, idealizada pelo rapper que esteve na corrida pela presidência dos Estados Unidos, contra Donald Trump e Joe Biden, em novembro no ano passado. De acordo com dois processos, a produção e os atores alegaram que foram contratados de forma incorreta, com “acordos injustos”.

Escrito por Leonardo Rocha

Eurovision 2021: Conheça os 10 finalistas da primeira semifinal

Insider revela possíveis datas de clipes de Ed Sheeran, Dua Lipa e Little Mix

Back to Top