banner com link para rádio globo
Entrevista O Teatro Mágico fala sobre própria ticketeria on-line e novos modelos de negócios
O Teatro Mágico lança própria plataforma de ingressos on-line, a "Ingresso Mágico". Foto: Filipe Nevares/Divulgação
in

Entrevista: O Teatro Mágico fala sobre própria ticketeria on-line e novos modelos de negócios

Em entrevista exclusiva ao POPline.Biz, o Diretor Geral O Teatro Mágico, Gustavo Anitelli, fala sobre a pensamento estratégico e negócios na música

A transformação digital atua em todas as frentes do mercado da música, isso não é uma novidade. Para a venda dos ingressos de shows, as ticketerias on-line ganham cada vez mais força, tornando-se a primeira opção para muitos consumidores por oferecer agilidade e conforto, em troca do acesso ao espetáculo preferido.

Em contrapartida, esse serviço retroalimenta uma estrutura de taxas para manter o funcionamento desta plataforma e dos profissionais envolvidos nessas empresas. Diante desse cenário, O Teatro Mágico (OTM) resolveu lançar a sua própria ticketeria on-line, a “Ingresso Mágico”, e incorporar à sua gestão os lucros que seriam repassados às grandes companhias de ingressos on-line.

Leia Mais:

O POPline.Biz é Mundo da Música realizou uma entrevista exclusiva com Gustavo Anitelli, Diretor Geral O Teatro Mágico e responsável pela estrutura da venda de ingressos on-line. Com o histórico de desafiar o status quo do mercado do entretenimento há 19 anos, quando apostaram em downloads gratuitos de músicas enquanto havia o apogeu do mercado de CDs e DVDs, OTM dá mais um passo em busca da manutenção da sua independência.

Questionado sobre os motivos que impulsionaram o grupo a criar uma ticketeria própria mesmo havendo grandes empresas no mercado que oferecem, por vezes, vantagens para vendas com exclusividade e se seria uma forma de tornar OTM ainda mais independente do ciclo mercadológico criado ao redor do entretenimento, Gustavo afirma: “ninguém se torna independente do mercado da música por uma opção ideológica”.

“Com a pandemia e a quebra da indústria é necessário que os produtores organizem uma profunda inovação nos seus modelos de negócios para que possam, cada vez mais, ter menos custos e aumentar a sua capacidade de faturamento”, afirma Gustavo Anitelli.

Gustavo Anitelli, Diretor O Teatro Mágico
Gustavo Anitelli, Diretor O Teatro Mágico. Foto: Divulgação

O executivo destaca que o aumento da gasolina, transporte e da inflação, aumentaram os custos gerais da produção e que não é possível crescer o valor de ticket médio na mesma proporção, já que o público também está vivendo uma situação financeira difícil.

“As grandes empresas possuem sistemas que cobram por vezes 10, 15, 20% do faturamento total de uma produção. Isso certamente não é o que um músico, autor, produtor, empresário recebe em uma organização de um show. Portanto, para nós faz cada vez mais sentido que possamos remunerar àqueles que estão tendo um trabalho produtivo na música, organizando a gestão, promovendo a comunicação, fazendo a música, ensaiando e se apresentando”, revela o executivo d’OTM.

De acordo com Gustavo, o modelo de ticketeria do OTM possui duas grandes vantagens: o absoluto controle sobre as bilheterias e retirar um custo de 15 a 20% com taxas de conveniência para cerca de 1%, como uma forma para viabilizar as apresentações, já que é necessário um custo fixo presente na planilha das despesas.

Período de construção da ticketeria e novos desdobramentos

Segundo o executivo d’O Teatro Mágico, a ticketeria “Ingresso Mágico” levou quatro meses para ser desenvolvida. Esse período foi necessário, para além da adaptação tecnológica, a organização dos setores que envolvem a usabilidade, arte gráfica, bem como a gestão interna e a adaptação do público para compra segura no site.

Gustavo foi questionado pelo POPline.Biz se há o planejamento em ampliar a plataforma, a partir da criação de um aplicativo. O executivo confirma que há o estudo e a intenção de criar um app e que o objetivo é que a partir da compra do ingresso on-line, os fãs iniciem uma experiência com O Teatro Mágico.

Fernando Anitelli - crédito Filipe Nevares
Cantor e compositor Fernando Anitelli, O Teatro Mágico. Foto: Filipe Nevare/Divulgação

Ainda neste trimestre, o executivo afirma que haverá atualizações, como: permitir que os fãs que já compraram o ingresso participem na escolha do setlist do show, além de ações virtuais que serão realizadas no show presencial.

A ticketeria é uma grande vantagem e vitória, não só para o projeto, mas também para o público que passa a ter uma relação ainda mais direta e de mais confiança, e consequentemente com mais possibilidades de experiência com um projeto cultural que se baseia tanto na inovação nessa relação com o público”, afirma o Diretor Geral d’O Teatro Mágico.

Por ora, Gustavo afirma que o interesse não é trabalhar com outros artistas na ticketeria, mas, ampliar ainda mais a experiência de comunicação, tecnologia para unir o público com o projeto cultural d’O Teatro Mágico. “Música não é só música”, finaliza.

O Teatro Mágico anuncia novo álbum

Após um hiato de cinco anos, O Teatro Mágico está de volta e se prepara para lançar um novo álbum. “Luzente”, sétimo registro de estúdio da trupe, já tem data para chegar ao mundo: 18 de março. E para aplacar a expectativa da grande multidão de fãs ávidos por novidades, eles liberaram no final de fevereiro o videoclipe de “Instalação” (Danilo Souza/ Fernando Anitelli).

A faixa é uma composição que vem lá dos primórdios d’O Teatro Mágico, mas que nunca foi lançada. Na verdade, nem chegou a ser finalizada naquela época. O cantor e compositor Fernando Anitelli conta como canção foi resgatada:

“Nós estávamos trabalhando no repertório do novo álbum, começamos a revirar nossos arquivos e encontramos o esboço de ‘Instalação’. Danilo Souza e eu então lapidamos e finalizamos essa canção, que fala sobre um momento de amor dentro da revolução. Ela possui o DNA do antigo O Teatro Mágico, mas com uma abordagem mais pop, moderna e dançante. E é isso que o público pode esperar do nosso novo álbum. Estamos abrindo uma nova era!” – comenta.

“Instalação” foi gravada em São Paulo, no Rootsans Studios, por Fernando Anitelli (voz e violão), Daniel Santiago (guitarra, baixo e teclado), Rafael dos Santos (bateria) e Nicolas Krassik (violino). A cantora Nô Stopa faz uma participação especial no single e também no clipe. A produção musical ficou a cargo de Daniel Santiago e Fernando Anitelli, que contaram com a expertise do engenheiro de som ganhador de dois Grammys Latino Rodrigo ‘Roots” Sanches, que fez a mixagem e masterização. O vídeo tem roteiro e direção de Marcio Nunes.

E a partir de março, O Teatro Mágico cai na estrada para rodar o Brasil com a turnê “Luzente”. O setlist do novo espetáculo irá priorizar o material do álbum, sem deixar de fora os sucessos dos 19 anos de carreira. A lista completa das datas e locais, assim como informações sobre como adquirir os ingressos, estão disponíveis no site “Ingresso Mágico”.

Escrito por Láisa Naiane

Se for emparedado, Eli revela quais brothers puxará no contragolpe

“The Voice +”: saiba tudo o que rolou no último dia de Tira-Teima