Connect with us

Dulce Maria

Depois de ser criticada nas redes sociais, Dulce Maria se retrata sobre movimento antirracista

Cantora apagou tweets e disse que nunca teve a intenção de desmerecer a causa

Published

on

Cantora se retratou depois de ser mal interpretada nas redes sociais (Foto: Divulgação)

O nome da ex-RBD, Dulce Maria, ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter na tarde desta terça-feira (02). O motivo? Alguns fãs da cantora entenderam que ela havia desmerecido o movimento “BlacksLiveMatter”, que luta contra o racismo e ganhou força na internet ao longo do dia. Mas tudo não passou de um mal-entendido, segundo a cantora.

Através de sua assessoria de imprensa, ela informou ao POPline que nunca teve a intenção de desmerecer a causa. Por causa disso, fez questão de apagar as mensagens que geraram críticas e publicou um novo apelo em sua rede social.

Na postagem atual, Dulce diz que o racismo e o ódio tem que parar em todo o mundo e que se une a esta luta.

Veja nova publicação!

Crítica nas redes sociais

Mais cedo, a artista foi alvo de mensagens negativas na rede social. Ao tentar se engajar no “Blackout Tuesday”, protesto promovido pela industria musical contra o racismo, ela publicou uma hashtag que não foi bem interpretada pelos seus seguidores.

Junto com uma imagem preta, símbolo da causa, Dulce Maria escreveu “alllivesmatter”, ou “todas as vidas importam”, em tradução livre. Pouco depois, ela foi informada por uma fã que a expressão não caía bem, pois soava um descaso com a luta das pessoas negras.

Ao responder a seguidora, a cantora disse:

“Quais vidas são exatamente “aquelas que não importam” e não são “dignas” de defender por você? Por essa mentalidade, o mundo é como é. Que Deus te ilumine”.

A resposta não foi bem recebida pelos admiradores, que entenderam suas palavras como um desmerecimento ao ato político.

Numa publicação, uma fã se mostrou decepcionada: “Dulce Maria nos tts por ter falado asneira. Senhor, será que ela nunca vai sair da bolha?”, questinou?

“Dulce Maria, por favor, não me faça deixar de gostar de você”, lamentou outro.

Veja o que os fãs falaram de Dulce Maria

Entenda o “Blackout Tuesday”

Diante da onda de protestos antiracista nos Estados Unidos, as principais gravadoras, plataformas de streaming e artistas abraçaram o #BlackoutTuesday.

O movimento foi organizado por Jamila Thomas e Brianna Agyemang, duas mulheres pretas da música, que pediram que empresas do setor fossem silenciadas por um dia, em protesto contra o racismo.

O silêncio seria a forma de fazer o público refletir sobre os últimos acontecimentos e apoiar o fim dessa prática, há muito enraizada na sociedade.

A adesão ao movimento é grande. Inúmeros artistas e empresas trocaram suas imagens de perfis por imagens totalmente pretas. Billie EilishRihanna, Selena Gomez e Lady Gaga, por exemplo, fecharam seus sites ou lojas virtuais em forma de protesto.

Já entre as empresas, Universal MusicWarner RecordSony MusicSpotifyApple MusicDeezerCapitol Records e Atlantic, abraçaram a causa, inclusive nas unidades em outros países, como o Brasil.

HojeTemLive.com.br




Ranking