Foto: Reprodução Prime Video
in ,

Christina Aguilera canta em homenagem às “mortes” de 2020, incluindo a carreira da autora de Harry Potter

Vídeo tem tom de comédia.

Christina Aguilera fez uma aparição no especial de comédia Yearly Departed, da Amazon Prime Video. Ela participa de uma cena onde são feitas homenagens póstumas para várias coisas que morreram em 2020, com direito a muito choro e emoção. No entanto, o tom era de chacota.

Christina Aguilera faz piada
Foto: Divulgação Amazon Prime Video

CantandoI Will Remember You“, de Sarah McLachlan, a cantora lamentou e fez um “In Memorian” das mortes de abraços, férias, apertos de mãos, cruzeiros, usar sutiã e até a carreira de J.K. Rowling, famosa autora da série de livros e filmes Harry Potter, que foi envolvida em várias polêmicas envolvendo transfobia, principalmente.

Assista ao vídeo:

Entre outras mortes citadas estão ir ao cinema, shows ou ir a qualquer lugar. Tudo isso por conta da pandemia do Covid-19. Triste, não é mesmo?

O especial Yearly Departed é estrelado pelas humoristas e atrizes Rachel Brosnahan, Sarah Silverman e Tiffany Haddish.

O que J.K. Rowling fez?

comédia
Foto: Reprodução Prime Video

Christina Aguilera cantou sobre a “morte da carreira” de J.K. Rowling, autora que criou todo o universo do Harry Potter e marcou época, até hoje conquistando fãs. No entanto, neste ano, ela se envolveu em várias polêmicas. A principal envolve transfobia – o preconceito com pessoas trans.

Ela chegou a dizer que não aceita mulheres trans como verdadeiras” mulheres: “Se o sexo não é real, a realidade vivida das mulheres em todo o mundo é apagada. Conheço e amo pessoas trans, mas apagar o conceito de sexo remove a capacidade de muitos discutirem significativamente suas vidas“, escreveu ela.

Ela ainda disse, tentando se defender: “A ideia de que mulheres como eu, que têm empatia por pessoas trans há décadas e sentem afinidade por elas, porque são vulneráveis do mesmo modo como as mulheres, – isto é, à violência masculina – ‘odeiam’ pessoas trans porque pensam que sexo é real e vivem as consequências disso é um absurdo”.

Ela disse que até participaria de protestos a favor de pessoas trans, mas acredita que elas nunca vão “saber o que é mulher”.
Pesado, não é mesmo?

Escrito por Caian Nunes

De Olho na Gig: Deezer, Twitch e mais vagas

Deu ruim! Manu Gavassi posa com Rafa Kalimann mas leva o maior “caldo”